Ninkasi, a Deusa da Cerveja

Ninkasi é a antiga deusa sumeriana da cerveja, que transformou uma mistura de água e cevada em um líquido dourado, conhecido hoje como cerveja.

Era uma deusa muito popular que fornecia cerveja aos deuses. Ela era considerada a própria personificação da cerveja.

Receba as postagens do Ninkasi Beer Club no seu e-mail!

quarta-feira, 30 de setembro de 2020

Lagunitas completa 1 ano no Brasil construindo sua comunidade cervejeira e apresentando seu sabor icônico e lupulado ao público


Nascida em 1993 no fogão de uma cozinha em Petaluma, a Lagunitas completa neste mês de setembro um ano no Brasil. A marca californiana está presente nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte e, cada vez mais vem conquistando o paladar dos brasileiros que apreciam uma boa IPA, um dos estilos de cerveja que mais cresce no país.

Antes mesmo de chegar ao Brasil, foi feita uma pesquisa com experimentação do líquido para saber qual seria a intenção de recompra das pessoas e o resultado foi 100% positivo. A cervejaria atribui esse sucesso ao sabor marcante e lupulado da icônica IPA, que possui teor alcoólico de 6,2%, um toque de malte caramelado e principalmente sabores e aromas cítricos, provenientes dos lúpulos americanos presentes na receita.

Quem está à frente dos grandes projetos da marca é a gerente de marketing Natália Menezes que, desde 2017, trabalha no Grupo HEINEKEN e já passou pelas marcas Heineken e Eisenbahn. Além de Lagunitas, ela também está à frente das cervejas do segmento artesanal Baden Baden e Kirin Ichiban.

“É uma alegria muito grande fazer parte da construção da história de Lagunitas no Brasil.  Apesar de um cenário macro desafiador imposto pela pandemia, a marca já atingiu ótimos resultados e tornou-se uma das IPAs mais vendidas em grandes redes de supermercados do Sudeste em 2020. Além disso, através de algumas ativações de marca, conseguimos envolver nossos consumidores, fortalecer nossa comunidade e reforçar a qualidade do nosso líquido”, explica a gerente. 

Quando Lagunitas chegou ao Brasil em setembro de 2019, sua primeira ação foi a criação do Pop-Up TapRoom no Largo da Batata, em São Paulo. A ativação funcionou como um bar com shows de bandas independentes, mas também um estúdio fotográfico para cachorros com exposição de fotos de cães para adoção. Ao longo de três meses, cerca de 10 mil pessoas curtiram a ativação. 

Em 2020, por conta da pandemia do coronavírus e a importância de respeitar as orientações de distanciamento social, a Lagunitas criou um drive-thru cervejeiro para que o consumidor pudesse celebrar o IPA DAY (Dia Internacional da India Pale Ale) do jeito certo: com Lagunitas em casa. As mais de 860 pessoas que passaram pelo espaço foram presenteadas com duas long necks em temperatura ambiente para que consumissem em casa. Com as vendas das camisetas e copos da Lagunitas no evento, mais de R$10 mil foram arrecadados e doados para as ONGs parceiras da marca em São Paulo: Amigos de São Francisco e Natureza em Forma. 

Neste 1 ano de Lagunitas no Brasil foram feitas outras ações em prol dos cachorros. Em abril, a cada rótulo da cerveja vendido em estabelecimentos participantes, 1 kg de ração foi doado para as ONGs parceiras e também para o Projeto Adote Petz. Foram arrecadadas mais de 2,2 toneladas de ração, além de contribuir para as vendas dos estabelecimentos durante a pandemia. Outra iniciativa para visibilidade animal foi a campanha Donate The Logo, que estampou nos rótulos da Lagunitas cachorros para serem adotados. A ação durou 3 semanas e a ONG Amigos de São Francisco bateu recorde histórico de adoções neste intervalo de tempo, já a Natureza em Forma conseguiu retomar o número de adoções pré-pandemia.

Sobre a Lagunitas Brewing Company:

A Lagunitas Brewing Company começou como uma pequena cervejaria local na costa da Califórnia em 1993. Desde o engarrafamento das cervejas até sua comercialização, a visão da Lagunitas sempre foi em direção ao futuro. Da expansão da cervejaria de Petaluma, até a construção de uma segunda unidade em Chicago e a comercialização de seu carro-chefe, a IPA, para outros países, a Lagunitas provavelmente seria capaz de produzir boa cerveja até na lua. Onde quer que você vá, beer speaks, people mumble.

Veja mais em www.lagunitas.com

Fonte: Agência Lema

Marca de cerveja inova com canal no Youtube sobre música, cultura e arte


A cerveja Praya, marca carioca criada pelos amigos e sócios Paulo de Castro, o DJ Zeh Pretim, Marcos Sifu, Tunico Almeida e Duda Gaspar, inovou nesta pandemia com o Praya TV, canal no Youtube, que tem o objetivo de levar música e cultura para a casa das pessoas nesse momento em que o isolamento social é necessário para diminuir o contágio do novo coronavírus. A Praya investiu em estrutura moderna para a transmissão das lives de forma segura e profissional.

Além das lives com DJs como zedoroque, Tamenpi e Nepal, o canal também faz transmissões semanais para provocar reflexões e debates sobre cultura, arte, cinema, música, diversidade, entre outros temas. A marca também já transmitiu grandes eventos como a live da cantora Elba Ramalho e o Samba do Trabalhador com Moacyr Luz, que já existe há 15 anos e atrai brasileiros de todo o país, além de já ter sido noticiado no The New York Times.

"A Praya sempre teve como intuito colaborar com encontros entre as pessoas e, agora com a pandemia, fizemos um mergulho no cenário virtual para continuar incentivando encontros ainda que à distância de forma a promover a cultura, a música e o entretenimento", diz Zeh Pretim, sócio da Cerveja Praya.

O canal da Praya no Youtube tem programação ao vivo sempre de quarta a domingo. Acesse o canal: www.youtube.com/cervejapraya.

Sobre a Praya: Lançada em 2016, no Rio de Janeiro, a bebida apresenta o conceito de promover o lifestyle brasileiro, realizando diversas ações e apoiando eventos culturais e esportivos. A cerveja witbier, feita com sementes de coentro e limão siciliano, é vendida nas versões garrafa (600 ml), long neck (355 ml) e em lata (269 ml). A bebida já é conhecida por ser bem saborosa, leve, refrescante e 100% clean label, sem conservantes ou aditivos. As embalagens também são ecológicas, pensando em todo conceito sustentável.

Fonte: hochmuller.com.br

Läut investe na reformulação de quatro de seus mais importantes rótulos


Foto: Soul Marketing/Divulgação

2020 tem sido um ano de mudanças e expansão na Läut. A cervejaria está apresentando ao mercado novidades e acaba de reformular seus principais rótulos. São alterações suaves, mas relevantes. As embalagens estão mais bonitas e as garrafas tem sido um dos pilares do crescimento que a empresa vive neste ano. A empresa comemora sua ampliação no mercado de auto-serviço com a chegada nas redes de supermercados Super Nosso, Verdemar, Roma Plus e Decisão Atacadista, com sucesso nas vendas nesses estabelecimentos. Outro grande ponto de venda é o Ao Gosto Carnes Nobres com uma parceria íntima que gera frutos desde 2018. A Läut Beer surgiu em 2016 em Nova Lima, pólo referência no mercado de artesanais no Brasil e já possui duas linhas consolidadas.

Esse sucesso fez a empresa investir na roupagem de suas garrafas. Quem está à frente dessa reformulação é a Soul Marketing. Os rótulos Pilsen, Dark Lager, Pale Ale e Weiss,  respectivamente eram branco, cinza, preto e azul claro, tiveram mudanças. Esses quatro rótulos foram reformulados. O primeiro será o da Pilsen. Ele continua branco, mas agora com o destaque maior para a marca com intuito de dar maior visibilidade nas gôngolas. O rótulo da Dark Lager era cinza e agora será preto com detalhes prateados. A Pale Ale era preta e agora será bordô com detalhes em dourado. A Weiss era azul claro e agora terá um tom de azul mais forte pra adquirir mais presença nas gôndolas. Permanecerão os detalhes em dourado.

Os nomes das quatro cervejas também foram reformulados. Cada um deles tinha uma data e agora passam a ter nomes próprios:

PILSEN - MONTESA: É uma homenagem à cidade de Campo Belo (MG), terra onde residem os pais e avós de Henrique Neves, o fundador da Läut. O hino da cidade começa com a frase: “Campo Belo cidade montesa, que branquejas no altar de uma Serra...”. 

DARK LAGER - BLACK PIANO: A Dark Lager da Läut é uma cerveja refrescante e fácil de beber, mostrando que cerveja escura não significa ser forte, alcoólica e doce. A escolha do nome Black Piano foi para chamar atenção para a beleza e o brilho da cor da cerveja que lembram as teclas pretas de um piano. 

PALE ALE – BLIMEY: Como a Pale Ale é uma cerveja de origem inglesa, escolhemos “Blimey” uma expressão de surpresa usada na Inglaterra, abreviação de “God blind me!”. Algo como “uau!”, “caramba!”

WEISS – OBEN: Pelo fato da Weiss ser uma cerveja de origem alemã, buscamos uma palavra alemã para dar nome à nossa cerveja de Trigo. Escolhemos Oben, que significa acima.

Outras novidades:

A cervejaria também está lançando sua loja virtual: atitudecervejeira.com.br/

A linha completa está nesse link: lautbeer.com.br/home/linha/

Fonte: Primeiro Plano Comunicação

Oca Cervejaria comemora a entrada da primavera com lançamento de sua Sour : Urucum

A primavera chega para dar cor ao ano, além da temperatura mais alta é a estação mais colorida. A Oca Cervejaria lança dia 25 de setembro, sua Sour, Urucum, trazendo a refrescância e o sabor que setembro pede. A receita é fruto da nova parceria com o cervejeiro Lucas Domingues.

A Urucum é uma Sour de imponente aparência avermelhada, que traz em sua receita 400 kg de Morangos frescos da Serra da Mantiqueira, Maracujá, Hibisco e Urucum, que contribuiu muito para esse visual distinto. No aroma é possível sentir um perfume de frutas cítricas com um sopro de frescor. Em seu sabor percebemos notas harmoniosas das frutas, uma acidez brilhante do chá de hibisco e um final afiado e refrescante, convidando para o próximo gole, tornando esse conjunto ideal para o calor.

Com ABV de 4.6 % harmoniza perfeitamente com saladas tropicais, peixes delicados e cheesecake. Os interessados podem encontrar o rótulo em diferentes bares e em ecommerces que atendem todo o país.

Fonte: Ônix Press

Maniacs Brewing Co. lança Aloha na versão em lata, primeira American Pale Ale da marca curitibana


Pouco mais de um mês depois de colocar no mercado a versão latão da Maniacs IPA, carro-chefe da marca, a cervejaria Maniacs apresenta a nova embalagem da Aloha, sua primeira American Pale Ale. O produto já chega ao mercado em latas de 350 ml e latão 473 ml.

"A Aloha na lata vem para incrementar a nossa linha principal, agregando mais um estilo ao portfólio", conta Iron Mendes, CEO da Maniacs Brewing. “Será produzida regularmente o ano todo e distribuída para todo o Brasil˜, completa. 

A American Pale Ale (APA) é um dos tipos de cerveja mais apreciados pelos loucos por cerveja artesanal. Tem sabor levemente mais amargo por receber maior quantidade de lúpulo.

Aloha é um blend de lúpulos desenvolvido pelo grupo alemão Barth-Haas, líder mundial no suprimento de lúpulos e produtos derivados, e aponta para os sabores típicos do Havaí. Por isso, todo o trabalho de identificação gráfica da Aloha está ligado aos aspectos tropicais e ímpares da ilha, o último estado norte-americano. Somado ao ingrediente que dá nome à cerveja, a primeira APA da Maniacs é feita também com lúpulos Magnum e Idaho 7, fechando o perfil sensorial leve e tropical, apropriado para o Brasil.

O lançamento da Aloha em duas versões segue a observação da Maniacs, que identificou algumas regiões no mercado nacional em que o formato latão é preferido pelos consumidores. Foi o que levou a marca a lançar, em agosto, a IPA 473 ml.

E-commerce

Desde julho deste ano, a Maniacs Brewing Co. já trabalha com um canal próprio de vendas on-line. A plataforma oferece ao consumidor cervejas da Maniacs e das parceiras Brooklyn Brewery e Morada Cia Etílica. A entrega é em todo o país. A expectativa é que, em médio o prazo, o canal responda por 10% de crescimento da marca.

"Nosso foco maior sempre esteve nas regiões Sul e Sudeste, mas com a nossa plataforma de e-commerce, a intenção é vender cerveja para todo o Brasil", acrescenta Mendes. A loja virtual pode ser acessada no próprio site.

Cerveja artesanal em alta

No ano passado, a IPA da Maniacs dobrou o volume de vendas na comparação com 2018. A tendência para 2020, aposta a empresa, é seguir em ritmo positivo, mesmo em meio ao cenário mundialmente inesperado.

O mercado de cervejas artesanais continua em ascensão ainda que o país atravesse uma crise sem precedentes devido à pandemia do coronavírus. As cervejas artesanais praticamente dobraram de volume em três anos no Brasil: em 2017, eram 670 cervejarias; 880 em 2018 e 1.200 em 2019.

Sobre a Cervejaria Maniacs

A Maniacs Brewing Co. iniciou suas atividades em 2016, mas sua equipe executiva conta com uma grande experiência no mercado de cervejas artesanais. Atuantes desde 2005, participaram do nascimento e consolidação de diversas marcas de cervejas internacionais e nacionais no Brasil. A Maniacs faz cervejas com personalidade, porém fáceis de beber, adequadas ao nosso clima e cultura gastronômica. Feita por Loucos por Cerveja para Loucos por Cerveja! 

Fonte: v3com

terça-feira, 22 de setembro de 2020

Mercado cervejeiro tem até a próxima quarta-feira (23) para opinar sobre o Código de Ética da Abracerva

A Associação Brasileira de Cerveja Artesanal (Abracerva) está colhendo sugestões e opiniões do mercado cervejeiro para o estabelecimento do seu primeiro Código de Ética. Até o dia 23 de setembro, associados e não associados podem dar suas contribuições através do link www.abracerva.com.br/proposta-codigo-de-etica.

A primeira versão do documento foi redigida por André Lopes, advogado especialista no mercado cervejeiro, e apresenta preceitos para a relação entre os associados, dos associados com o público e pontua questões relacionadas à diversidade, inclusão, equidade, trabalho e anticorrupção. Também prevê as possíveis sanções e os ritos de avaliação. 

Depois de angariar opiniões do mercado, ainda no dia 23 de setembro acontece uma live no Youtube para Abracerva para debate das questões e no dia 27 de outubro, às 15h, acontece uma Assembleia Geral Extraordinária para votação do documento e estabelecimento do Comitê de Ética.

Sobre a Abracerva 

Criada em 2013, a Associação Brasileira de Cerveja Artesanal (Abracerva) é a entidade representativa do mercado da cerveja artesanal independente no país. São mais de 800 associados entre cervejarias, marcas ciganas, fornecedores de insumos e serviços, sommeliers e profissionais envolvidos com o setor. 

Além de atuar no relacionamento com as entidades e órgãos públicos por melhores condições de competitividade para o setor, a Abracerva ainda atua na capacitação do mercado e divulgação do setor. 

Mais informações estão no site www.abracerva.com.br.

Fonte: Melz Assessoria

Avós lança nova safra de Baltic Negroni


Foi lançada essa semana, durante o Negroni Week, o terceiro lote da Baltic Negroni, produzida pela cervejaria Avós, de São Paulo - SP. Essa cerveja utiliza a base da Baltic Porter e depois descansa em uma barrica de carvalho americano que anteriormente continha Negroni.

O lote é limitado, foram produzidas apenas 200 garrafas e já está disponível na Casa Avós e na loja online www.avosemcasa.com.br.


A Avós Baltic Negroni foi mencionada na maior publicação americana sobre o segmento, a Craft Beer & Brewing, apontada por Stan Hieronymus, crítico e escritor americano, autor do livro For the Love of Hops, como uma das 5 melhores cervejas de 2019. Já no Concurso Brasileiro de Cervejas 2020, em Blumenau – SC, levou o prêmio de melhor cerveja experimental do Brasil.


AVÓS BALTIC NEGRONI
Estilo: Baltic Porter
ABV: 8,5%
Formatos: Garrafa (330ml)

SOBRE A CERVEJA AVÓS

Nascida em março de 2016, na capital paulista, pelo publicitário e cervejeiro Junior Bottura, a cervejaria Avós ficou conhecida nacionalmente pelas suas lagers artesanais.

Apostando sempre na “drinkabilidade” e na ideia de celebrar o vínculo que Junior teve com suas avós e bisavós, vários rótulos já foram lançados e se tornaram ícones, como Vó Maria e o Seu Lado Zen (Hoppy Lager), Vó Maria In Concert (India Pale Lager), Gramma’s Juice (NE American Pale Lager em parceria com a cervejaria americana Lamplighter Brewing), A Véia Viaja 02 (Juicy India Pale Lager), Good Night Granny (Baltic Porter), Oat Pils (Pilsner), entre outras.

Em 2016, a cervejaria inaugurou na Vila Ipojuca, em São Paulo, a Casa Avós, local de experimento da cervejaria, com sete torneiras de chope, sempre com novidades engatadas, com cardápio de finger foods e lanches e também um quarto para locação no Airbnb, com um barril de chope dentro do quarto, que tal?

Instagram: cervejaavos
Facebook: facebook.com/cervejaavos
Site Oficial: cervejaavos.com/avosdobrasil

Fonte: Beer Press

IPA Day Brasil é transferido para 2021


A 9ª edição do IPA Day Brasil - o maior festival de cerveja estilo India Pale Ale do mundo, realizado desde 2012 em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo - que aconteceria no dia 2 de novembro de 2020 foi adiada para 13 de novembro do ano que vem.

Diante das indefinições e da falta de previsão sobre a evolução da pandemia de Covid-19, o organização optou também por transferir para 2021 as edições regionais. Em São Paulo, a festa será realizada no dia 07 de agosto. Em Porto Alegre a data ainda será definida, mas o evento está confirmado.

“Os protocolos sanitários estabelecidos ainda não viabilizam a realização do IPA Day nos próximos meses com a segurança, o conforto e a diversão que sempre marcaram todas as edições do evento”, justifica Rafa Moschetta, um dos organizadores do festival, sobre a alteração da data.

“Temos um compromisso com nosso público de promover sempre uma festa melhor que o anterior a cada edição e isso será cumprido. Também vamos honrar nosso compromisso com a segurança não só dos hopheads, mas de nossos voluntários, fornecedores, staff e toda a comunidade que tem se esforçado para conter a pandemia”, completa o organizador.

O setor de eventos foi, sem dúvida, o mais atingido pelas restrições impostas pelo surto do coronavírus Sars-CoV-2. Festivais como o IPA Day, que têm a interação, a experiência de consumo e a diversão como pontos centrais, ficam inviabilizados diante das imposições de distanciamento e isolamento social.

O impacto também afetou as cervejarias artesanais e brewpubs que padecem com o fechamento de seus os pontos de vendas. Sem contar nos espaços eventos, como é o caso da Quinta Linda, onde foram realizadas as quatro últimas edições do IPA Day Brasil, em Ribeirão Preto, que fechou suas portas indefinidamente.

“Todo o segmento está profundamente impactado economicamente. Investimentos foram perdidos, contratos precisaram ser revistos e as contas continuam chegando pois, embora os eventos sejam sazonais, exigem compromissos financeiros ao longo do ano”, lamenta Moschetta.

Ingressos

A política para os ingressos comercializados segue os termos da Lei 14.046/20, que garante a remarcação de evento cancelado ou o crédito para uso em outros serviços da empresa dentro do prazo de 12 meses após o término do estado de calamidade pública, reconhecido pelo Decreto Legislativo n.º 6/20.

Os bilhetes para os eventos de Ribeirão Preto e São Paulo serão automaticamente remarcados para as novas datas sem qualquer custo operacional para os adquirentes. Quem não puderem comparecer nas novas datas, poderá converter o valor pago em créditos para a compra de produtos da marca, o que inclui ingressos para outra edições do evento dentro dos próximos 12 meses, a saber: IPA Day Brasil (Ribeirão Preto, 13/11/2021), IPA Day São Paulo (07/08/2021) ou Porto Alegre, cuja data aguarda definição de acordo com o calendário de outros eventos cervejeiros do Estado.

“Este prazo estipulado pela lei é fundamental para que possamos honrar com nossos compromissos e, ao mesmo tempo, mantermos viva a tradição do IPA Day, que tem trazido tanta diversão e contribuído com o segmento, promovendo marcas e seus produtos, reunindo voluntários, fornecedores e profissionais. Neste momento extremamente crítico, só temos a agradecer a compreensão e parceria que todos têm demonstrado”, conclui Moschetta.

Fonte: OPA Assessoria em Comunicação

Cervejaria TARU lança três linhas de cervejas

Inaugurada há quase um ano, no miolo da Pompéia, a fábrica-bar Cervejaria Taru aproveita a chegada das estações mais quentes do ano para lançar suas três linhas: fixa, com as cervejas sempre disponíveis na casa,  a um custo mais acessível; especial, com receitas mais elaboradas e lançamentos sazonais; e a labs, com criações exclusivas e em quantidades limitadas - essas oferecidas apenas na cervejaria. 

Disponíveis desde o início deste mês, com atendimento presencial e pelas principais plataformas de delivery (https://linktr.ee/cervejataru), a casa oferece cerveja direto do tanque com modelo de auto-serviço ou servido na mesa; drinks clássicos e autorais; e uma cozinha liderada pelo Chef Alvaro Nunes que traz pratos, porções, petiscos, burgers e saladas. Marcelo Miguel e Rafael Amaro, sócios fundadores da Taru, querem criar abertura para cada vez mais pessoas conhecerem o universo cervejeiro e, ao mesmo tempo, apresentar novas experiências aos bebedores mais especializados em cerveja artesanal.

Todos os meses os cervejeiros Marcelo e Victor Langer fazem uma escolha criteriosa de ingredientes para produzir desde as cervejas clássicas até as mais inventivas. Entre experimentos, testes e degustações surgem da fábrica Taru líquidos frescos e aromáticos. Fazem parte da linha fixa a American Ipa, German Pils, Blond Ale, English Ipa e Otmeal Stout. Na linha especial, vale destacar a Double Ipa, cerveja intensa com amargor e aromas bem marcantes e a Catharina Sour, leve com acidez equilibrada e adição de maracujá, pêssego e limão siciliano na maturação.    

Pensando em todo esse processo criativo foram elaboradas artes que ilustrassem bem esse dia a dia na Cervejaria Taru: os rótulos receberam bandeiras dos países de onde vem cada estilo de cerveja. Valor de cada lata varia de R$16 a R$33.

Serviço
Cervejaria Taru
Rua Clélia, 285 - Pompéia
Funcionamento: quarta a sábado - das 12h às 22h, domingo das 12h às 20h

Sobre a TARU

Inaugurada em 20 de dezembro de 2019, a Cervejaria Taru está localizada no miolo da Pompéia. Como um oásis no meio de um cenário bem urbano, com direito a grafite de Thaigo Consani, o brewpub recebe desde jovens antenados a procura da noitada paulistana até famílias que buscam um lugar diferente para comer fora. Com a cozinha comandada pelo Chef Álvaro Nunes e cervejas artesanais produzidas na fábrica da cervejaria, a Taru se propõe a ser um local de escape e entretenimento em meio ao caos da metrópole.

Fonte: Trieté Comunicações 

Mestre-Cervejeiro.com lança degustações virtuais com Daniel Wolff


A rede Mestre-Cervejeiro.com está antenada com todas as modificações que estamos vivenciando no mundo e pensando nisso, criou uma degustação diferenciada, para empresas e agências de eventos em todo país.

As cervejas serão enviadas para os participantes, que vão acompanhar  a degustação guiada pelo especialista Daniel Wolff, que irá compartilhar todo o seu conhecimento de sommelier de cervejas, juiz internacional e fundador da rede Mestre-Cervejeiro.com. Uma degustação virtual muito agradável, com histórias de cada rótulo, curiosidades e com todos os passos necessários para uma experiência completa.

COMO FUNCIONA?

Basta a empresa ou agência entrar no site https://degustacao.mestre-cervejeiro.com, agendar o dia e horário da degustação, informando também a quantidade de pessoas que pretendem participar do evento (a partir de 10 até 200 pessoas). As opções e orçamento dos combos para a degustação (com mais de 100 rótulos disponíveis), serão enviados com a finalização do seu cadastro. 

Com o processo de cadastro finalizado, o grupo receberá as cervejas da degustação no local definido.

SOBRE A LOJA MESTRE-CERVEJEIRO.COM

Mestre-Cervejeiro.com é uma rede de franquias com mais de 60 unidades em todas as regiões do país e especializada na cultura cervejeira. A marca surgiu em 2004 como site de conteúdo e consultoria especializada em cervejas, em 2009 abriu a loja própria em Curitiba/PR (capital da cerveja artesanal) e, com base no sucesso do negócio, o modelo de franquia foi formatado em 2012, quando a primeira franquia foi inaugurada.

A marca conta também com produtos próprios, tanto cervejas quanto acessórios.

MESTRE-CERVEJEIRO.COM
Instagram: mestrecervejeiro
Instagram Daniel Wolf: daniel_wolff
Facebook: facebook.com/mestrecervejeiro
Youtube: mestremervejeirocom
Site Oficial: mestre-cervejeiro.com

Fonte: Beer Press

sexta-feira, 18 de setembro de 2020

All Beers lança seu terceiro rótulo – 3:AM Caramel

(Foto: Divulgação, arte de todos os rótulos assinadas pela artista @shee_arts)


O All Beers lança sua terceira cerveja pelo selo All Beers Conspiracy, com parceria e produção da cervejaria Invicta, de Ribeirão Preto - SP. O lançamento acontece durante a campanha "Semana da Justiça", que começa no dia 15 de setembro e termina no dia 22 do mesmo mês, com descontos de até 50% nos rótulos e com entrega para todo território nacional.

A 3:AM Caramel é uma Oatmeal Stout cremosa, com adição de caramelo e baunilha. Disponível em latas de 473ml, ela se junta com os outros dois primeiros rótulos lançados pelo All Beers, que agora também chegam no novo formato lata, a Phenomena (West Coast IPA) e a Tell Me Your Troubles & Doubts (Session IPA).

Os três rótulos do All Beers Conspiracy já estão disponíveis no site da cervejaria Invicta: https://www.invictaebrejas.com.br

3:AM CARAMEL

Num dia chuvoso olhando pela janela, ou numa noite mais fria com os amigos ao redor. Fique a vontade! Criamos uma cerveja complexa para os momentos mais intimistas, em que queremos celebrar a vida sem pressa, buscando na memória o que cada nota traz. 

Tudo no All Beers Conspiracy tem relação com arte no geral, e não foi diferente com esse rótulo! O Caramel veio da própria receita da cerveja, já o 3:AM teve inspiração na música "Rip Me Up", da banda NY Loose, no trecho:

"Your eyes are wild tonight
Three in the morning New York City time
And twenty-four hours later
We're still feelin' fine..."


CONHEÇA A CERVEJA

3:AM CARAMEL

Uma Oatmeal Stout de corpo médio, notas torradas, perfil cremoso e adição de caramelo e baunilha para o equilíbrio entre dulçor e amargor.

Estilo: Oatmeal Stout
ABV: 5,5%
IBU: 25
Lata: 473ml

Entre e garanta sua 3:AM Caramel! 
www.invictaebrejas.com.br

SOBRE O ALL BEERS

Blog criado em 2009 sobre a cultura cervejeira nacional e internacional. Foco em novidades e eventos, o All Beers foi eleito por quatro anos seguidos a Melhor Mídia Cervejeira do País (2014 - 2017).

Facebook: facebook.com/AllBeers
Twitter: allbeers
Instagram: allbeersbr
Site Oficial: www.allbeers.com.br

Fonte: Beer Press

quarta-feira, 16 de setembro de 2020

Oca Cervejaria traz o cervejeiro Lucas Domingues para o time de produção de suas cervejas


Criatividade e ousadia na mistura de ingredientes tipicamente nacionais, desde o início, são quesitos que marcam as produções da Oca Cervejaria. A marca se propõe, a cada novo rótulo, explorar com detalhes a riqueza de sabores que nossa terra pode nos oferecer.

E, para contribuir todo esse universo de brasilidades dentro da cervejaria e agregar ainda mais às produções, a partir deste mês, passará a integrar o time da Oca, o cervejeiro Lucas Domingues, profissional é reconhecido por trazer ao mercado receitas únicas com ingredientes incomuns e típicos nacionais como, por exemplo, o mandacaru, o xique-xique, cupulate, pacová entre outros.

Já no mês de setembro, a parceria vai gerar seus primeiros frutos e da estação: a Urucum, uma Catharina Sour com morango, maracujá, hibisco e urucum; e a Abaçaí, uma cerveja do estilo South American Sour Ale com Maxixe e infusão de um "Gin Amazônico" feito exclusivamente para a cerveja com pacová, puxuri, guaraná, velame, poejo e diversas outras especiarias. "Sempre acompanhei esse lindo projeto do André com a OCA, desde o início já fiquei cativado e tinha a certeza de que seria algo especial e acabaríamos fazendo coisas juntos. Acredito muito no potencial da cena cervejeira brasileira e em toda a diversidade que ela pode apresentar, é necessário valorizar o que é nosso e imprimir muito respeito no uso desses ingredientes por vezes tão únicos, delicados e imbuídos de histórias e trabalho duro das pessoas por trás da produção", afirma Lucas.

A Oca Cervejaria vem se destacando a cada dia no mercado de cervejas artesanais. Só neste ano já foram lançados 10 produtos, sempre infundindo a brasilidade como principal protagonista, seja na concepção da receita ou no design das latas.

"Tive muitas alegrias ao longo da minha carreira nessa busca, podendo utilizar uma ampla gama de ingredientes muito especiais. Sendo a maior celebração dessa cruzada a medalha na categoria de Brazilian Beer no Concurso Brasileiro de Cerveja 2019 com uma cerveja utilizando cactos nacionais da caatinga como o mandacaru e o xique xique, por vezes ignorados pela população e chefs pelo desconhecimento de seu potencial gastronômico", conclui Domingues.

Fonte: Ônix Press

Terceiro rótulo de Dogfight chega ao mercado

Commandos é uma American Double New England IPA, no limite do estilo double, que reúne um verdadeiro grupo de elite dos lúpulos, todos unidos em um massivo ataque de double dry hopping (DDH). Essa é a versão de NEIPA da Dogfight Beer, terceiro rótulo da marca que chega ao mercado nesta semana.

Com IBU e ABV elevados, começa sorrateira, fácil de beber, mas, aos poucos, vai invadindo o paladar com uma combinação explosiva de lúpulos: Centennial, Ekuanot, Amarillo, Citra, Chinook, Cascade e Simcoe. E, pra completar, até no amargor tem lúpulo guerreiro, o americano Warrior.

O nome da nova cerveja da Dogfight Beer é uma homenagem ao primeiro grupo de elite formado em 1940 durante a Segunda Guerra Mundial, The Commandos. Composto por membros selecionados de todas as forças especiais britânicas, contava com diferentes especialidades, mas era treinado para realizar quaisquer tipos de ações em campo. Esse grupo usava boinas verdes para se diferenciar dos demais, evidenciando que se tratava de um grupo de elite – os Boinas Verdes.

A Commandos (ABV 8,6% / IBU 72) se apresenta como uma cerveja que harmoniza muito bem com um final de dia estressante.  O produto – não pasteurizado - será disponibilizado em lata de 473 ml e em barris descartáveis de 20 l, com venda disponível no site da marca e e-commerce parceiros, para todo o Brasil, e em pontos de vendas físicos do Estado de São Paulo.

Keep Fighting, DOGS! E aliste-se conosco:
www.dogfight.beer
@dogfight.beer
#dogfight.beer

Fonte: Lead Co. press & mkt

Dos aperitivos à coquetelaria: história familiar da Schluck Licores completa 75 anos acompanhando a evolução dos destilados


Hopfen Likör é o primeiro licor de lúpulo do Brasil - Crédito: Sérgio Filho/Divulgação


Para os mais antigos, licor é sinônimo de aperitivo antes das refeições. Já aqueles que acompanham a evolução da coquetelaria, eles são coringas para criação de drinks. Quem aprecia bebidas doces, já se acostumou a apreciar opções cremosas apenas com gelo. Uma das ramificações da família Manzke acompanha a evolução neste universo há 75 anos e há duas décadas está no mercado com a marca Schluck Licores. Em 2020, aposta no relacionamento com o consumidor através de um e-commerce próprio, que acaba de entrar no ar (www.lojaschluck.com.br). 

São mais de 20 produtos. A linha mais tradicional conta com os aperitivos de ervas e zimbro, além dos licores sabores como coco, ameixa preta, marula, laranja, amora e pêssego. Também fazem parte do mix os produtos Liebe Dich (com licores de chocolate preto e branco), o Hopfen Likör (primeiro licor de lúpulo do país), os Kaffee Likör (primeiros licores de cold brew do Brasil), Orange Likör (produzido com um blend de variedades da fruta) e o Beeren Likör (feito a partir de frutas vermelhas da Serra Catarinense). 

Mário Manzke Neto, diretor comercial da empresa, conta que toda a trajetória é motivo de orgulho. “A produção de licores foi, por muito tempo, uma das atividades dos patriarcas da família. “Com a terceira geração chegando à Schluck, que passamos a investir no desenvolvimento de produtos mais focados em coqueletaria e mixologia. O resultado disso é um público muito diverso, que consome nossos produtos de formas e em momentos diferentes”, comenta. “Assim como a gastronomia se tornou de grande interesse da população nos últimos anos, a construção de sabor e consumo diversificado de drinks também é uma tendência”, acrescenta.

Sobre a Schluck Licores 

O gosto pela destilaria chegou a Blumenau (SC) com os imigrantes alemães. Mas foi em 1945 que os patriarcas da família Manzke iniciaram a industrialização das bebidas com receitas próprias. Há duas décadas a marca Schluck Licores chegou ao mercado. 

Todas as informações estão no site www.lojaschluck.com.br. 

Fonte: Melz Assessoria

terça-feira, 15 de setembro de 2020

Devassa apresenta nova embalagem ainda mais tropicalizada


Devassa, cerveja do Grupo HEINEKEN no Brasil, está de cara nova e muito mais "tropicalizada". É assim que a marca define a estética da sua nova embalagem, criada em parceria com a agência de design CBA B+G, e que chega ao mercado em setembro. A marca apresenta uma nova identidade visual mais clean e minimalista, resultando em uma embalagem ainda mais premium. Para isso, buscou inspirações e estudou à fundo o design e arquitetura brasileiros, suas linhas e texturas, partindo das raízes artísticas do país até os movimentos mais contemporâneos.

"O tropical para nós se manifesta no espírito criativo do brasileiro, na música, na dança, na arte, e até no frescor da cerveja. Também nos inspiramos nesses traços de brasilidade nas nossas diferentes formas de comunicação, incluindo as nossas embalagens, que são um ponto de contato direto com os consumidores. A naturalidade das linhas dessa nova identidade é um paralelo com os ingredientes naturais da nossa receita", reforça o diretor de marketing da marca, Gabriel D’Angelo Braz, ao explicar as referências que estampam o rótulo da cerveja.

A mudança dá continuidade ao posicionamento Tropical Transforma, lançado em 2019, que ressignificou o tropical e celebra a criatividade do Brasil. No tropical de Devassa, a expressão cultural e uma atitude criativa e transformadora passam a ser a base da nova identidade. A mudança no logo abre espaço para a transformação de um elemento que já fazia parte do seu repertório visual, o coqueiro, para uma representação gráfica que o conecta com a cevada.

Já no líquido, nada muda na cerveja Puro Malte Tropical que os consumidores conhecem. A mesma cerveja equilibrada, refrescante e fácil de beber.

A nova embalagem de Devassa começa a circular ainda em setembro nos principais pontos de vendas do Brasil, nas versões Lata 269ml, Lata 350ml e Lata 473ml. Até o final do ano, todas as demais embalagens (Garrafas 300ml, 600ml, 1L e Long Neck) também já estarão disponíveis em todo o país com a nova identidade visual.

Sobre o Grupo HEINEKEN no Brasil

O Grupo HEINEKEN chegou ao Brasil em maio de 2010, após a aquisição da divisão de cerveja do Grupo FEMSA e, em 2017, adquiriu a Brasil Kirin Holding S.A ("Brasil Kirin"), tornando-se o segundo player no mercado brasileiro de cervejas. O Grupo gera mais de 13 mil empregos e tem 15 unidades produtivas no país, sendo 12 cervejarias, localizadas em Alagoinhas (BA), Alexânia (GO), Araraquara (SP), Benevides (PA), Caxias (MA), Igarassu (PE), Igrejinha (RS), Itu (SP), Jacareí (SP), Pacatuba (CE), Ponta Grossa (PR) e Recife (PE), duas micro cervejarias em Campos do Jordão (SP) e Blumenau (SC) e uma unidade de concentrados para refrigerantes em Manaus (AM). No Brasil, o portfólio de cervejas do Grupo HEINEKEN é composto por Heineken, Sol, Amstel, Kaiser, Bavaria, Eisenbahn, Baden Baden, Devassa, Schin, Glacial, No Grau e Kirin Ichiban. O portfólio de não alcoólicos inclui Água Schin, Schin Tônica, Skinka e os refrigerantes Itubaína, Viva Schin e FYs. Com sede em São Paulo, a companhia é uma subsidiária da HEINEKEN NV, a maior cervejaria da Europa.to

Fonte: presspass

Confira 3 experiências gastronômicas diferentes para aproveitar o lifestyle do Rio de Janeiro


Tem gente que bloqueia a agenda no final de semana para fazer um tour gastronômico. E com toda razão. O Rio de Janeiro, além de proporcionar experiências ao ar livre, ainda conta com paradas obrigatórias no quesito comes e bebes. Entre restaurantes e quiosques, pé na areia ou cobertura de um hotel, o que vale mesmo é a experiência de degustar um menu exótico curtindo a beleza natural da cidade. Pensando nisso, conheça algumas opções nos bairros do Leblon e Ipanema.

Espaço 7zero6 (Rooftop do Praia Ipanema Hotel):

A decoração charmosa, e a vista privilegiada complementam a alta gastronomia inspirada na culinária mediterrânea e o serviço impecável do Espaço 7zero6. O local é divido em dois ambientes, que garantem uma vista panorâmica de 360 graus para vários pontos turísticos do Rio como a Lagoa Rodrigo de Freitas, Cristo Redentor, Pão de Açúcar e para orla das praias do Arpoador, Ipanema e Leblon. No menu, delícias autorais como o 'Tartare Terra e Mar' (que leva Filé mignon batido na faca condimentado com molho de ostras), o 'Pescada com Arroz de Coco' e o Filet Mignon ao vinho com arroz cremoso de grana padano evidenciam a sutileza e cuidados do chef ao escolher os ingredientes ideais para uma aventura gastronômica. Além disso, o restaurante na cobertura ainda oferece uma carta de drinques do mixologista Alex Mesquita.

http://espaco7zero6.com.br/
@espaco7zero6
Av. Vieira Souto 706 - Ipanema - RJ
TELEFONE: (21) 2141-4949
WhatsApp: (21) 99587-2540
reservas@espaco7zero6.com.br

NIDO Ristorante:

Instalado em um casarão construído na década de 90, a nova casa verdadeiramente italiana tem o charme do país mediterrâneo. No comando da cozinha contemporânea, o chef veneziano Rudy Bovo, idealizou o menu autoral que inclui delícias desde a entrada até a sobremesa, bem italianas. Confira: entrada: Insalata orgânica con fico, caprino e miele tartufato, R$53, (salada orgânica com figo, queijo de cabra e mel trufado), principal Mezzaluna di figo e taleggio, R$85, (ravióli com recheio de figo seco e taleggio, com manteiga e sálvia) e para finalizar, a sobremesa Figo caramelizzato, R$33, (figo caramelizado com vinho do porto e mascarpone de pistache).

Serviço | Nido Ristorante
Endereço: Rua San Martin, 1011 - Leblon
Telefones: (21) 2512-9021 / (21) 2259-7696
@nidoristorante

Quiosque Caneco 70:

O Caneco 70 é um ponto de encontro dos cariocas descolados. Seja durante o dia ou para um pós praia. Além de bem localizado, bem ali no Posto 12, na praia do Leblon, o quiosque traz novidades no menu, que caracterizam bem o perfil do carioca, que procuram por shakes naturais e cocos até o requisitado chopp Bhrama. Quem para lá encontra smoothies variados, bowls, e entradinhas deliciosas - como o croquete de feijoada e bobó de camarão R$60. O Caneco 70 é abastecido de beleza natural, pôr do sol e um serviço impecável, e ainda conta com uma carta democrática de drinques autorais, vinhos e chopp gelado.

SERVIÇO CANECO 70:
Posto 12 (Leblon) - em frente a R. Rainha Guilhermina
Domingo a Domingo - Das 8h às 223h

Fonte: Paula Regufe / Hochmuller Multimídia

sexta-feira, 11 de setembro de 2020

Webinar gratuito aborda microbiologia, desenho sanitário de equipamentos e tendências para o mercado cervejeiro pós-Covid


Oferecer informações ao mercado para apoiar o crescimento técnico de cervejarias está no DNA da Escola Superior de Cerveja e Malte (ESCM). Durante toda a pandemia, vários esforços foram realizados neste sentido: desde as lives até os cursos que evoluíram no formato à distância. Na próxima quinta-feira (17), mais uma edição do webinar Conexão ESCM terá especialistas compartilhando conhecimento por três horas.

Quem abre o evento é Gabriela Muller, que vai falar sobre microbiologia. Às 20h, André Dias traz informações sobre o desenho sanitário de equipamentos para cervejarias. Quem finaliza o evento é Carlo Bressiani, que vai trazer informações e tendências para o mercado cervejeiro pós-covid.

A programação acontece das 19h às 22h e as inscrições estão abertas neste link.

Quem vai ministrar o webinar

Gabriela Mueller, que abre o webinar, é doutora em bioquímica e PhD em Biotecnologia e Biociências pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). É proprietária da Levtek Tecnologia Viva, especializada em fermentos líquidos e kits para controle de qualidade em cervejarias. Na ESCM, ela ministra aulas nas turmas de pós-graduação e no curso de Mestre Cervejeiro.

Mestre em Ciência e Tecnologia e Alimentos pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), André Dias também vai compartilhar conhecimento no webinar. Ele tem 25 anos de experiência em indústrias de bebidas em empresas nacionais e internacionais como a Brasil Kirin. É membro do Institute for Perception e da Sociedade Brasileira de Ciências Sensoriais.

O diretor da ESCM, Carlo Bressiani, é PhD em finanças pela Universitat Ramon Llull, na Espanha. É autor de sete livros nas áreas de inovação, projetos e finanças, além de ser consultor em projetos e reestruturações. Desde 2014, lidera a Escola Superior de Cerveja e Malte e acompanha de perto o mercado, as cervejarias e o movimento de profissionalização no setor.

Sobre a ESCM

Com mais de dez mil alunos formados em seis anos de atuação, a Escola Superior de Cerveja e Malte é a primeira e única instituição de ensino superior especializada na cerveja, da América Latina. É parceira da alemã Doemens Academy, uma das mais respeitadas entidades do mundo.

São cerca de 90 cursos diferentes, em mais de 300 turmas já formadas. Na sede, em Blumenau (SC), além das salas de aula estão disponíveis 12 laboratórios voltados para o ensino de cerveja. Parcerias com cervejarias da região garantem visitas técnicas e relacionamento com o mercado durante os cursos.

Todas as informações sobre a instituição estão em www.cervejaemalte.com.br.

Fonte: Melz Assessoria

DOGFIGHT lança seu terceiro rótulo


Commandos é uma American Double New England IPA que reúne um verdadeiro grupo de elite dos lúpulos, todos unidos em um massivo ataque de double dry hopping (DDH). Essa é a versão de NEIPA da DOGFIGHT, terceiro rótulo da marca que chega ao mercado na próxima semana.

Com IBU e ABV elevados, no limite do estilo double, começa sorrateira, fácil de beber, mas, aos poucos, vai invadindo o paladar com uma combinação explosiva de lúpulos: Centennial, Ekuanot, Amarillo, Citra, Chinook, Cascade e Simcoe. E, pra completar, até no amargor tem guerreiro, o americano Warrior.

O nome da nova cerveja da DOGFIGHT é uma homenagem ao primeiro grupo de elite formado em 1940 durante a Segunda Guerra Mundial, The Commandos. Composto por membros selecionados de todas as forças especiais britânicas, contava com diferentes especialidades, mas era treinado para realizar quaisquer tipos de ações em campo. Esse grupo usava boinas verdes para se diferenciar dos demais, evidenciando que se tratava de um grupo de elite - os Boinas Verdes.

A Commandos (ABV 8,6% / IBU 72) se apresenta como uma cerveja que harmoniza muito bem com um final de dia estressante. O produto - não pasteurizado - será disponibilizado em lata de 473 ml e em barris descartáveis de 20 l, com venda disponível no site da marca e e-commerce parceiros, para todo o Brasil, e em pontos de vendas físicos do Estado de São Paulo, confira a lista completa no site.

Keep Fighting, DOGS!


Alistem-se no site.
www.dogfight.beer
@dogfight.beer
#dogfight.beer


Fonte: Lead Co. press & mkt

DeBron Bier abre neste sábado (12) para venda de chopes especiais


A fábrica DeBron abre as portas neste sábado (12) para quem quiser comprar o chope direto da fonte. O local funcionará com todos os protocolos em combate ao covid-19, das 8h30 às 15h.   Serão seis estilos de chopes disponíveis neste final de semana: Lager, Vienna, Golden Ale, Strong Ipa, Ipa e Nut Ipa.  

Em tempo, a  cervejaria também oferece delivery de chope em Growler. A entrega do growler é feita de segunda à sábado e os pedidos podem ser realizados pelo e-commerce da cervejaria: www.debronnamão.com.br. 

Fonte: Carol Dias

Cerveja Praya faz parceria com a Sea Shepherd Brasil


A cerveja Praya, marca carioca criada pelos amigos e sócios Paulo de Castro, o DJ Zeh Pretim, Marcos Sifu, Tunico Almeida e Duda Gaspar, oficialmente se tornou empresa amiga da Sea Shepherd Brasil na luta pelos oceanos.

A Operação Ondas Limpas da Sea Shepherd Brasil visa erradicar o lixo marinho, proteger e conservar ecossistemas costeiros, prevenindo e removendo plásticos que entram nos oceanos e vias marinhas. Nove milhões de toneladas de plástico chegam ao oceano, todos os anos, matando um milhão de aves marinhas e 100.000 animais marinhos. A campanha, já presente em 7 estados e em expansão, organiza mutirões de limpeza de praia e fundo de mar (via mergulho) para remover o lixo marinho de praias e rios, com o objetivo de educar e conscientizar pessoas sobre consumo e descarte responsável.

"Fazemos nossa parte na diminuição do impacto do lixo nas praias, mas sabemos que a sociedade ainda está longe de alcançar este objetivo. Portanto, além de oferecer produtos que não poluam os oceanos, com a Sea Shepherd agora também contribuímos diretamente para retirar os produtos de marcas que ainda não buscaram esta mudança. Damos um passo à frente, focando não apenas em minimizar nosso impacto ambiental, mas também o da categoria como um todo", diz um dos sócios, o Zeh Pretim.

Para Nathalie Gil, diretora de Desenvolvimento da Sea Shepherd Brasil, o valor de empresas que defendem bandeiras de sustentabilidade é inestimável: "Internacionalmente, temos parceiros de grandes a pequenos que compartilham nossos valores e se unem à nossa causa; como KeepCup, Dr Bronner's, Billabong (com sua marca Kustom), Futures Fins e Baron Papillon. Aqui no Brasil já temos o apoio de marcas como Ellus, e agora a Praya. É muito esperançoso ver que podemos contar com esse tipo de perfil empreendedor aqui no Brasil também", afirma.

Sempre preocupada com causas sociais, a Praya também lançou uma ação em parceria com o Instituto Vida Livre, organização não governamental que trabalha na reabilitação e soltura de animais em situação de risco no Rio de Janeiro. A cada caixa de cerveja Praya em lata comprada na loja virtual, 50% do valor é revertido para o instituto. Outro diferencial é que a Praya é uma bebida 100% clean label ou seja, uma cerveja que não tem aditivos químicos, de origem animal e suas embalagens são 100% recicláveis.

Sobre a Praya: Lançada em 2016, no Rio de Janeiro, a bebida apresenta o conceito de promover o lifestyle brasileiro, realizando diversas ações e apoiando eventos culturais e esportivos. A cerveja witbier, feita com sementes de coentro e limão siciliano, é vendida nas versões garrafa (600 ml), long neck (355 ml) e em lata (269 ml). A bebida já é conhecida por ser bem saborosa, leve, refrescante e 100% clean label, sem conservantes ou aditivos. As embalagens também são ecológicas, pensando em todo conceito sustentável.

Sobre a Sea Shepherd: A Sea Shepherd Brasil é um braço da Sea Shepherd Conservation Society, organização sem fins lucrativos para proteger a vida marinha no planeta. A Sea Shepherd foi fundada em 1977 pelo Capitão e ambientalista Paul Watson, também fundador da Greenpeace, para agir de maneira direta no combate a crimes ambientais nos oceanos e áreas costeiras. A missão é proteger a vida marinha e acabar com a destruição de habitats nos oceanos do mundo. No Brasil, a Sea Shepherd visa defender, conservar e proteger a biodiversidade marinha através de pesquisa científica, planos de mitigação e recuperação de ecossistemas marinhos, educação ambiental e treinamento de práticas sustentáveis para multiplicadores.

Serviço:
Cerveja Praya
Mais informações:
www.cervejapraya.com
Instagram: @cervejapraya

Fonte: hochmuller.com.br

ZEV lança primeiro rótulo da Série Z, envelhecida e com Brettanomyces


Uma nova etapa começa na cervejaria ZEV, localizada na cidade de Suzano – SP. Depois de construir uma linha sólida de estilos clássicos e com algumas experimentações, a cervejaria agora apresenta o primeiro rótulo da Série Z, unindo complexidade e qualidade.

“Possuímos em nossa essência a vontade de inovar, dessa vontade nasce a SÉRIE Z! Nesta série traremos cervejas extremas e ousadas sem seguir regras ou padrões, mas nunca perdendo nosso foco principal: a qualidade! Buscamos as melhores conexões e sabores sempre mantendo nossa identidade única. A ZEV é assim, espírito livre e desejo por fazer uma cerveja memorável.”, comentou Mikail Ganizev – Cervejaria ZEV.

ZEV WILD SOUR

Uma cerveja diferente! Após adicionar manga na primeira maturação, a cerveja foi para refermentação nas barricas de carvalho com adição de muita carambola e Brettanomyces, onde ela ficou envelhecendo por 1 ano. 

Uma cerveja potente, mas leve e fácil de beber, ácida e com o sabor das frutas e o característico perfil de Brettanomyces.


Estilo: Wild Sour – com carambola e manga
ABV: 8,3%
Formato: Chope e Lata (473ml)


SOBRE A ZEV

A ideia da cervejaria começou em 2010, com os irmãos Mikhail e Dimitri Ganizev, porém o início das obras em Suzano/SP aconteceu apenas em 2013 e foi concluída em 2017. A liberação do MAPA aconteceu em 2018. 

Atualmente a capacidade é de 55 mil litros por mês e já são oito rótulos produzidos durante todo ano, sem contar as receitas sazonais.


Instagram: cervejariazev
Facebook: facebook.com/cervejariazev
Site Oficial: cervejariazev.com.br


Fonte:  Beer Press

ESCM terá curso inédito dedicado à fermentação na edição especial dos cursos concentrados de setembro


A fermentação é um processo decisivo. É nela que acontece a transformação do mosto em cerveja. Mas a técnica associada a esta etapa é que pode distinguir uma bebida de qualidade ou não. Por isso, a Escola Superior de Cerveja e Malte (ESCM) tem como uma das novidades na edição extra dos cursos concentrados, uma formação específica em fermentação.

São 20 horas de aula à distância, que acontecem de 28 de setembro a 2 de outubro. O conteúdo prevê a história da fermentação, controles de processos, parâmetros, armazenamento de fermento, on e off flavors e processo de maturação. Mais informações e inscrições estão disponíveis em www.cervejaemalte.com.br/cursosconcentrados.

A professora do curso é Ligia Marcondes Rodrigues dos Santos. Formada em química, ela acumula experiências na Ambev, no Centro de Tecnologia de Alimentos e Bebidas do Senai do Rio de Janeiro (onde atendeu projetos em empresas como Danone, Grupo Petrópolis e Coca Cola) e em projetos internacionais no Peru, Colômbia e no Panamá. Também tem os diplomas internacionais em Cervejaria pela Siebel (nos Estados Unidos) e Doemens Akademie (na Alemanha).

Sobre a ESCM

Com mais de dez mil alunos formados em seis anos de atuação, a Escola Superior de Cerveja e Malte é a primeira e única instituição de ensino superior especializada na cerveja, da América Latina. É parceira da alemã Doemens Academy, uma das mais respeitadas entidades do mundo.

São cerca de 90 cursos diferentes, em mais de 300 turmas já formadas. Na sede, em Blumenau (SC), além das salas de aula estão disponíveis 12 laboratórios voltados para o ensino de cerveja. Parcerias com cervejarias da região garantem visitas técnicas e relacionamento com o mercado durante os cursos.

Fonte: Melz Assessoria

sexta-feira, 4 de setembro de 2020

Independência da cerveja: descubra como a bebida trazida pelos portugueses caiu no gosto dos brasileiros


No dia 07 de setembro é comemorada a Independência do Brasil. A data celebra a Declaração da Independência do país do Império Português, promulgada em 1822. Muitos não sabem, mas uma das bebidas mais consumidas em nosso país, a cerveja, chegou antes da independência e foi bastante consumida pelos portugueses que moravam aqui. Se antes o mercado era limitado e com pouca variedade, hoje os consumidores podem explorar novos sabores e estilos com as cervejas artesanais.

Segundo dados divulgados pela startup myTapp, em 2018, o Brasil contava com 889 cervejarias operantes e cadastradas no MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). Já em fevereiro deste ano, o mercado abrigava por volta de 1.171 estabelecimentos. “Por conta da facilidade de conseguir informações através da internet, os brasileiros estão mais informados e interessados em descobrir os sabores, estilos e combinações que uma cerveja artesanal é capaz de proporcionar”, explica Robson Vergillio, beer sommelier da cervejaria Berggren.

O início de tudo

Quando as primeiras indústrias de cervejas nacionais foram implantadas no país, as bebidas recebiam o nome de cerveja barbante, já que elas eram envasadas como os “growlers” de hoje em dia e os barbantes é que seguravam as rolhas das garrafas para evitar que saltassem por conta do gás da bebida engarrafada. “No fim do período monárquico, as cervejarias brasileiras deram os primeiros passos, e foi a família real portuguesa responsável por trazê-las ao Brasil”, afirma Vergillio.

Para evitar que a bebida conquistasse o paladar de todos, e no intuito de incentivar o consumo do vinho que era produzido em Portugal, a produção da cerveja era apenas para as famílias de imigrantes. “No Brasil, as primeiras cervejas vendidas recebiam o nome de Gengibirra e Caramuru. A Gengibirra era feita com cascas de limão, água, farinha de milho e gengibre, e custava 80 réis. Já a Caramuru, levava em sua receita gengibre, milho, água e açúcar mascavo, e tinha um preço mais acessível, custava 40 réis”, ressalta o beer sommelier.

A partir de 1840, os primeiros alemães começaram a chegar ao Brasil e fizeram com que a bebida ficasse ainda mais relevante no país, pois eles foram os responsáveis em dar continuidade na cultura cervejeira implantada pelos colonizadores. Depois disso, a cerveja caiu no gosto dos brasileiros e foi crescendo cada vez mais através de grandes cervejarias que foram surgindo no decorrer da história do Brasil. “Hoje é possível encontrar facilmente, em qualquer local, cervejas cada vez mais elaboradas e que levam em sua composição chocolate, café e manga”, finaliza Vergillio.

Sobre a Berggren

A Berggren é uma cervejaria que foi oficialmente inaugurada em novembro de 2015. Quem está à frente dos trabalhos é o Diretor Geral Lucas Berggren. A empresa teve seu projeto iniciado entre 2008/2009, quando a família Berggren começou a estudar o funcionamento dos equipamentos para a montagem da fábrica e entre 2013/2014 a família, que tem atuação na indústria têxtil, ganhou um fôlego financeiro e deu retomada definitiva ao projeto.

Produzindo cervejas de estilo clássico, e outras inspiradas na Escola Americana, a Berggren Bier conta com uma fábrica piloto (com laboratório e estrutura de envase) para testar as cervejas – algo presente em poucas cervejarias do país.

Fonte: Notícia Expressa

Com experiência gastronômica em domos privativos, Villa Stella volta à agenda do Rio pelo terceiro ano consecutivo

O Villa Stella, evento gastronômico de Stella Artois, está de volta ao Rio de Janeiro para unir entretenimento e lazer a boa comida e Stellinha gelada. Alinhado ao momento atual, o evento acaba de ser repaginado para receber o público com conforto e segurança: os almoços e jantares serão servidos dentro de domos (semiesferas) privativos, aconchegantes e bem decorados. Realizado no Rio desde 2018, o Villa Stella já se consolidou na agenda carioca e neste ano acontece de 17 a 20 de setembro, com uma estrutura exclusiva montada na Ilha Fiscal.

A nova edição reflete um modelo inédito que tem começado a surgir na Europa e oferece uma experiência diferenciada em cada detalhe, reunindo as pessoas em torno da mesa e criando momentos especiais. Serão oito cabines semiesféricas de lona translúcida, distribuídas em uma área de 1.200m² - com um clima charmoso e intimista, cada domo conta com sistema de ventilação e será higienizado antes e depois de cada visita, com capacidade para até seis pessoas maiores de 18 anos que já estejam convivendo durante o isolamento social e menores acompanhados pelos pais e/ou responsáveis. Haverá um garçom dedicado para cada grupo de visitantes, equipado sempre com luvas, máscara e protetor facial do tipo face shield.

Sem sair das "meias-esferas", o público poderá se reencontrar com os sabores do Rio adquirindo pratos de quatro restaurantes diferentes, uma doceria e um empório - já estão confirmados os restaurantes Aconchego Carioca, Chef At Home, Meza e Miam Miam e a doceria Bel Trufas -, tudo com curadoria do chef Felipe Bronze, embaixador de Stella Artois. Também será possível levar para casa produtos BR Spices e uma linha exclusiva de aventais e bolsas criada em colaboração com a Il Casalingo. Como cortesia, cada visitante encontrará dentro do domo um balde com long necks de Stella para degustação - incluindo a nova Stella Artois Sem Glúten - e também poderá levar para casa como presente o cálice de Stella no qual sua cerveja será servida. Além disso, os visitantes irão encontrar em cada Domo uma câmera instantânea com um rolo de fotos para serem tiradas durante a experiência e levadas para casa. Por último, quem visitar o Villa Stella Edição Domo terá acesso a uma playlist criada especialmente para o evento, disponível gratuitamente no Spotify. Serão quatro opções de horário por dia, com ingressos a R$ 210 (valor único com 6 ingressos) por domo que concederão permanência de até duas horas no local.

A compra de ingressos será feita online em www.stellaartois.com.br/villastella e o acesso na entrada será realizado pelo aplicativo da Sympla ou e-tickets impressos, sem contato físico. Logo na entrada, os visitantes passarão por cabines de sanitização e medição de temperatura, além de encontrar álcool em gel para higienização das mãos na entrada de cada domo e em vários pontos de acesso. Nas áreas comuns o uso de máscaras será obrigatório e a circulação será limitada. Já nas cabines, cada visitante receberá um par de protetores para colocar sobre os calçados antes de entrar nos domos. A visualização do cardápio e o pagamento serão realizados de forma digital, respeitando todos os critérios de distanciamento.

"Além de oferecer uma opção de lazer para o público, o Villa Stella Edição Domo se destaca pelas parcerias com restaurantes e negócios locais de cada cidade onde acontece. Somos apaixonados por gastronomia e adaptamos o formato do evento trazendo um dos valores mais importantes de Stella, que é reunir as pessoas em volta da mesa e criar momentos especiais - o resultado é uma experiência inédita e segura para que as pessoas possam encontrar os restaurantes mais icônicos da região em um só lugar", conta Bruna Buás, diretora de marketing de Stella Artois.

SERVIÇO

VILLA STELLA EDIÇÃO DOMO - RIO DE JANEIRO
Data: 17 a 20 de setembro (quinta a domingo)
Horários:
Almoço: 12h às 14h ou das 15h às 17h
Jantar: 18h às 20h ou das 21h às 23h
Local: Ilha Fiscal - Avenida Alfredo Agache, s/n - Embarque pelo Espaço Cultural da Marinha, próximo à Praça XV Rio de Janeiro RJ, s/n - Centro, Rio de Janeiro (RJ)
Preço: R$ 210 por domo (valor único para até 6 pessoas que já estejam convivendo durante o período de isolamento social, com permanência de até 2 horas no espaço)
Meios de pagamento: cartão de crédito, débito online e boleto
Vendas e mais informações: http://www.stellaartois.com.br/villastella


Fonte: inpresspni

Em homenagem ao Dia da Amazônia, Colorado lança cerveja que muda de preço de acordo com a conservação da Floresta


Conhecida por valorizar os ingredientes brasileiros em suas receitas, a Cervejaria Colorado inova mais uma vez e traz para o mercado a Colorado Amazônica - cerveja de trigo, feita com babaçu, pacová e casca de limão. Muito além de um novo rótulo, essa cerveja nasce com um propósito: ajudar a manter vivo o berço da biodiversidade brasileira. Para isso, semana a semana, o preço da Colorado Amazônica poderá flutuar de acordo com os índices de desmatamento da região, ou seja, quando reduz o desmatamento, cai o preço da cerveja e quanto menor a floresta, mais cara será a lata de Colorado Amazônica. O desejo da marca é que a Floresta seja muito preservada para o lançamento chegar a um preço incrível!

Assim, além de valorizar a região que apresenta a maior biodiversidade do País, a Colorado Amazônica irá colaborar com comunidades tradicionais da Amazônia - desde a escolha e compra dos ingredientes até a venda da cerveja. Feita com babaçu, artesanalmente produzida por comunidades no Pará, o novo rótulo terá 100% do valor arrecadado em sua venda doado para a Rede de Cantinas da Terra do Meio, formada por ribeirinhos, indígenas e agricultores familiares, que trabalham com profundo respeito e exercem um papel fundamental na conservação da área e manutenção da floresta em pé.

"Nas nossas cervejas sempre destacamos os sabores brasileiros e a Colorado Amazônica traz no nome e em sua receita o nosso desejo de colocar em destaque o melhor do Brasil", explica Guilherme Poyares, gerente de marketing de Colorado. "Mais do que uma cerveja, assumimos um compromisso com a conservação da biodiversidade e estamos ao lado daqueles que respeitam e ajudam a manter a Amazônia em pé. Por isso, nos cercamos de parceiros sérios que vivem e cuidam da floresta todos os dias e estamos muito felizes em fomentar essa conversa junto ao público", completa Poyares.

Para esse projeto, o Engenheiro Florestal Tasso Azevedo, Coordenador do MapBiomas desenvolveu um Índice de Reajuste de Preços da Amazônia (IRPA) que tem como base a comparação da média do desmatamento semanal detectado nas últimas quatro semanas e o mesmo período do ano anterior. A cada semana o índice será calculado e indicará o reajuste a mais ou a menos que será aplicado ao preço da cerveja.

A implantação deste projeto conta com a parceria da rede Origens Brasil®, iniciativa que promove negócios sustentáveis na Amazônia em áreas prioritárias de conservação, garantindo a origem, transparência, rastreabilidade e o comércio justo de produtos da região. "Com a Colorado Amazônica, a Colorado se tornou membro da rede Origens Brasil® e reforçou seu compromisso de longo prazo com os povos da floresta, de forma ética e transparente. O Origens Brasil® é assim, acreditamos na força da atuação em rede, unindo empresas, organizações da sociedade civil, ribeirinhos, indígenas, extrativistas e consumidores em prol de um novo modelo de desenvolvimento para a Amazônia, que alia produção com conservação da floresta em pé", conta Luiz Brasi Filho, coordenador de mercado da rede Origens Brasil®.

Colorado Amazônica é uma Witbier, também conhecida como Belgian White. Produzida com farinha de babaçu, pacová e casca de limão, a receita ressalta o sabor dos ingredientes da região amazônica, além de manter alta refrescância e agradar o paladar brasileiro com 9 de IBU na escala de amargor. A bebida possui teor alcoólico de 4,5%. A novidade chega ao mercado a partir do dia 3 de setembro e estará disponível na loja da marca (http://lojaonline.cervejariacolorado.com.br/) e também no Empório da Cerveja, com entregas em todas as regiões do Brasil.


Fonte: inpresspni

Cervecon - Congresso Brasileiro de Ciência e Mercado Cervejeiro apresenta sua Programação Oficial


O Cervecon - Congresso Brasileiro de Ciência e Mercado Cervejeito– apresenta sua programação oficial, com palestras que abordam diversos assuntos pertinentes ao mercado cervejeiro e seu futuro.

O evento que acontecerá em setembro, entre os dias 21 e 25, e traz vários nomes de destaque, como Carlo Lapolli, da Abracerva, Christina Schonberger, da BarthHaas, Chiara Barros do Instituto Ceres de Educação e Consultoria Cervejeira, Ronaldo Rossi, e vários outros (confira a programação completa no site).

Ainda, em uma super parceria com a Revista da Cerveja, todos os inscritos no Congresso Cervecon este ano receberão 6 meses de assinatura da Revista. A inscrição é super em conta, valores variam de R$ 69,00 a R$ 99,00 com várias formas de pagamento. Ou seja, você que é da área não pode ficar de fora. Você terá acesso a muito conteúdo, networking e ao final receberá seu certificado com 20 horas de programação.

O congresso começa dia 21 as 18h, coma palestra Controle de qualidade na produção de cervejas, ministrada por Luciana Brandão. E a programação se encerra dia 25 as 21h, com a palestra O uso de leveduras não convencionais na produção de cervejas, apresentada pelo argentino Diego LibkindFrati. São em média quatro nomes nacionais e internacionais por dia, proporcionando uma verdadeira imersão ao mundo da cerveja. Confira a programação completa abaixo.

Para se inscrever é só acessar: https://app.virtualieventos.com.br/3cervecon/inscricao

A organização da 3º edição doCerveconprecisou lançar mão de muita tecnologia e criatividade. Uma feira totalmente virtual foi concebida. O formato presencial será substituído pelo online. Através de uma plataforma digital moderna e interativa, o CERVECON OnLine vem para continuar a ser um evento de referência para o mercado, trazendo bastante conteúdo com palestrantes nacionais e internacionais. Também haverá discussão das melhorias setoriais nos âmbitos do empreendedorismo, mercado de trabalho, produção e estudos científicos, além de uma Feira de Exposição Virtual para aproximar empresários com fornecedores e promover networking junto ao grande público de cervejas artesanais.

Um Centro de Convenções totalmente virtual será disponibilizado para os participantes. Haverá sala de credenciamento, auditórios virtuais e até mesmo estandes onde os expositores vão interagir com o público e demonstrar seus produtos e serviços. Tudo online. É uma inovação. Cada detalhe foi reproduzido aproximando a interatividade ao máximo de um evento presencial.

O formato mudou, mas a proposta continua a mesma: ampliar o conhecimento, discutir o setor, analisar soluções e alternativas para melhorar a produção e negócios; qualificar os profissionais e promover networking. O conteúdo engloba Ciência e Negócios, Tendências, Inovações, Técnicas com Palestras, Painéis, Trabalhos Científicose Feira de Negócios Virtual.

O evento é organizado pela Win Eventos, em parceriacom o Espaço Ampliar e SindiBebidas. O patrocínio é da LNF Latino América e Barth-HassGoup, com apoio do BH ConventionVisitors& Bureau, da Frente da Gastronomia Mineira, da Acerva -MG e da Abrasel-MG.

Sobre o Mercado.

No Brasil hoje temos registradas 1.178 cervejarias, sendo que, só no ano passado, o MAPA concedeu 273 registros para novas cervejarias no país. Neste contexto, Minas ocupa hoje o 3º lugar no Brasilcom um total de 170 fábricas de cerveja no estado. “Com base nessa realidade do mercado mineiro, nada mais interessante do que ter BH como referência e temos certeza de que será uma excelente oportunidade para os interessados poderem imergir durante cinco dias em palestras técnicas, em novos conhecimentos e networking”, explica Nehemias Ramos, realizador do evento.

Serviço:

https://congressocervecon.com.br/


Programação oficial:

Dia 21/09:

Palestra:

Controle de Qualidade na Produção de Cervejas

Palestrante: Luciana Brandão

Horário: 18h

 

Palestra: Cerveja e Cachaça

Palestrante: José Marcio Fernandez Cunha

Horário: 19h


Palestra: Associativismo Cervejeiro: Conquistas e Desafios – Abracerva

Palestrante: Carlo Lapolli

Horário: 20h


Palestra: INNOVATIVE HOP PRODUCTS: USING HOP EXTRACTS FOR EFFICIENCY OF FLAVOR IN THE BREWHOUSE

Palestrante: Alejandro Cortes Gonzalez

Horário: 21h


Dia 22/09:

Palestra: Discutindo as Técnicas de Lupulagem

Palestrante: Matheus Aredes

Horário: 18h


Palestra: Assepsia em Microcervejarias

Palestrante: Chiara Rêgo Barros

Horário: 19h


Palestra: Receitas Tradicionais feitas com Variedades Modernas de Malte

Palestrante: Alexander Weckl

Horário: 20h


Painel de Microbiologia no Uso de Levedura Selvagem na Produção de Cerveja

Palestrante: Gabriela Muller

Horário: 21h


Dia 23/09:

Palestra: Marketing Digital para Negócios Cervejeiros

Palestrante: Erica Barbosa

Horário: 18h


Palestra: Segunda Dimensão da Fermentação da Cerveja: Efeitos dos Parâmetros de Fermentação

Palestrante: Patrick Zanello

Horário: 19h


Palestra: DRY HOPPING - FLAVOR AND EQUIPMENT

Palestrante: Christina Shonberger

Horário: 20h

Apresentação de trabalhos às 21h


Dia 24/09:

Palestra: Visão Comercial da Cervejaria como Cigana, Bar da Fábrica e Planta Cervejeira

Palestrante: Vinícius KassarKfuri Santos

Horário: 18h


Palestra: Produzindo Cervejas High Gravity

Palestrante: Wellington Alves Filho

Horário: 19h


Palestra: Harmonização

Palestrante: Ronaldo Rossi

Horário: 20h


Palestra: Comunicação Estratégica – Design de Embalagens

Bento Ferreira

Horário: 21h


Dia 25/09:

Painel das Escolas Cervejeiras e suas Influências na Realidade Cervejeira Brasileira – Escola Alemã

Palestrante: Gustavo Henrique Palhares de Miranda

Horário: 18h


Painel das Escolas Cervejeiras e suas Influências na Realidade Cervejeira Brasileira – Escola Belga

Palestrante: Fernanda Meybom

Horário:18h15


Painel das Escolas Cervejeiras e suas Influências na Realidade Cervejeira Brasileira – Escola Inglesa

Palestrante: Marcelo Scavone

Horário:18h30


Palestra: Case – Uma Cervejaria Montada com Visão de Receber Ciganos

Palestrante: André Franken

Horário: 19h


Palestra: Análise Sensorial de Cerveja dentro do Padrão BJCP

Palestrante: Henrique Schmidlin Cruz

Horário: 20h


Palestra: O Uso de Leveduras não Convencionais na Produção de Cervejas

Palestrante: Diego LibkindFrati

Horário: 21h


Fonte: Primeiro Plano Comunicação

Maniacs lança versão em latão de 473 ml da Maniacs IPA, carro-chefe da cervejaria artesanal


A cervejaria Maniacs Brewing Co. registra crescimentos anuais de volume e faturamento nos últimos anos. Parte disso se deve a uma estratégia específica para o Off Trade, onde cresceu 20% desde março deste ano. Agora, o produto carro-chefe da marca, a Maniacs IPA, ganha mais uma versão: o latão de 473 ml, que vem para complementar as gôndolas da categoria artesanal nos principais players de varejo do Brasil.

“Esse lançamento surgiu a partir de uma observação do mercado nacional, apontando algumas regiões em que se destaca a preferência pelo formato de latão”, avalia Iron Mendes, CEO da Maniacs Brewing.

Em 2019, a IPA da Maniacs dobrou o volume de vendas em relação ao ano anterior. Para 2020, a tendência de crescimento se mantém mesmo em meio ao cenário inesperado do mercado. A estratégia específica para o carro-chefe da marca foi ofertar ao mercado diferentes formatos para diferentes tipos de consumidor: é vendida em latas 350 ml e 473 ml; garrafas 600 ml e long neck 355 ml; growlers de 1 L e 2 L; e em barris de chope. “Nossa Maniacs IPA é um sucesso de vendas e estamos gradativamente complementando a linha de embalagens”, ressalta Mendes.

Novas cervejas em long necks

Paralelamente, a Maniacs lança neste mês duas versões em long necks 355 ml de sua linha “New England IPA”: a Yankee e a Citric Drop serão comercializadas exclusivamente em clientes com expositores refrigerados e em pequena escala, uma vez que são bebidas não pasteurizadas. “São cervejas com alto amargor e teor alcoólico, destinadas a um público específico já familiarizado com o estilo. Para melhor preservar as características decidimos não pasteurizar e distribuir em cadeia 100% refrigerada”, complementa Iron.

Sobre a Cervejaria Maniacs

A Maniacs Brewing Co. iniciou suas atividades em 2016, mas sua equipe executiva conta com uma grande experiência no mercado de cervejas artesanais. Atuantes desde 2005, participaram do nascimento e consolidação de diversas marcas de cervejas internacionais e nacionais no Brasil. A Maniacs faz cervejas com personalidade, porém fáceis de beber, adequadas ao nosso clima e cultura gastronômica. Feita por Loucos por Cerveja para Loucos por Cerveja!

Fonte: v3com