Ninkasi, a Deusa da Cerveja

Ninkasi é a antiga deusa sumeriana da cerveja, que transformou uma mistura de água e cevada em um líquido dourado, conhecido hoje como cerveja.

Era uma deusa muito popular que fornecia cerveja aos deuses. Ela era considerada a própria personificação da cerveja.

Receba as postagens do Ninkasi Beer Club no seu e-mail!

quarta-feira, 11 de novembro de 2020

A surpreendente combinação entre chá e cerveja


Cerveja ou chá? Os dois juntos. As notas adocicadas do chá vermelho Pu Erh harmonizam com o sabor amargo da India Pale Ale para produzir a Revelia Praliné, uma cerveja que surpreende pela originalidade. Em lata de 473 ml, o lançamento é uma parceria entre a Tea Shop, a maior e mais especializada rede de chás gourmet do Brasil, e a Cruls Cervejaria Artesanal, de Brasília, cervejaria mais premiada do Centro-Oeste. A Revelia Praliné é encontrada nas 34 lojas de chá espalhadas pelo país, nos sites da Tea Shop e da Cruls ou na rede de distribuição da cervejaria no Distrito Federal.

Inspirada na escola cervejeira inglesa com infusão da mescla Praliné, da Tea Shop, a Revelia tem cor avermelhada, é encorpada e elaborada a partir de um conjunto de maltes que trazem toques de caramelo e biscoito. Ao adicionar o chá, a cerveja ganha complexidade e apresenta aromas e sabores de avelã, baunilha e cacau. "Nós fazemos o preparo do chá, seguindo instruções como temperatura da água e tempo de infusão. Depois disso, de ter o chá pronto, a gente faz a transferência desse líquido para a cerveja e aguarda que essa mistura chegue ao seu ápice sensorial. Uma vez alcançado esse patamar, seguimos para o envase da cerveja", explica Pedro Montes, cervejeiro da Cruls.

Esta não é a primeira vez que chá e cerveja se unem em nome do paladar. Em 2019, a Tea Shop lançou duas cervejas à base dos chás branco e verde, assinadas pela cervejaria Albano, de Belo Horizonte. "A versatilidade é uma das características mais apreciadas do chá", explica o CEO da marca, Michel Bitencourt. "O chá é um ingrediente que pode ser usado na culinária ou na preparação de drinques e smoothies sem perder a personalidade e acrescentando novas notas", acrescenta.

Degustação Revelia Praliné

O resultado agradou quem entende. "É uma clássica IPA Inglesa, com as características do chá Praliné presentes e muito bem inseridas, tornando a cerveja agradável para a degustação", analisa a sommelière e mestre em estilos de cervejas Rafaela De Conti, de Porto Alegre. "Um rótulo imperdível para quem gosta de chás e também para quem gosta de uma boa India Pale Ale", acrescenta.

Uma sensação semelhante é compartilhada pela especialista Debs Dezotti, de São Paulo, que observou com clareza na Revelia Praliné os sabores do chá e da cerveja: "Tive a oportunidade de experimentar o chá, para identificar bem as características que resultaram na cerveja. Com aromas e sabores terrosos, percebi notas de caramelo e biscoito, passando também por camadas mais complexas como avelã e baunilha. Poder ter o chá junto fez a experiência ainda mais completa."

A Tea Shop

Presente nos principais centros do país, a Tea Shop disponibiliza mais de 130 chás e infusões nas 34 lojas físicas e também por tele-entrega ou pela loja virtual. A rede nasceu em Barcelona, Espanha, há três décadas e hoje tem quase 100 lojas em seis países. As operações no Brasil ficam em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador, Fortaleza, Recife, Goiânia, Cuiabá, Vitória, Florianópolis, Santos, Gramado, Balneário Camboriú, Niterói, Vila Velha (ES), Caxias do Sul (RS) e Canoas (RS).

O site www.teashop.com.br disponibiliza uma vitrine completa de mesclas à escolha do consumidor, com opções por funcionalidade (digestivo, antioxidante, relaxante, energizante etc.), para saborear em diferentes momentos do dia (manhã, após as refeições, antes de dormir, no pré e pós-treino etc.), para harmonizar com todos os tipos de comida e bebida e também de acordo com a individualidade de cada apaixonado por chá (grávidas, veganos, crianças, idosos e outras).

A Cruls

A Cruls Cervejaria Artesanal é uma microcervejaria rural localizada em Santa Maria, cidade satélite do Distrito Federal. Com três anos no mercado cervejeiro, é a cervejaria mais premiada da Região Centro-Oeste, tendo conquistado 20 premiações em competições nacionais e internacionais.

Fonte: Vigia Comunicação

Verallia cria lista colaborativa com pontos de entrega voluntária de vidro


No Brasil, a reciclagem do vidro ainda é um desafio.  Não é que o consumidor resista a essa ideia. A preocupação ambiental é cada vez maior entre as pessoas, conscientes da necessidade de proteger o planeta, preservar os recursos naturais e o meio ambiente.

O problema, no país, é outro: a falta de uma lista com os pontos de entrega voluntária (PEVs) de vidro. O brasileiro, nas grandes ou nas pequenas cidades, tem grande dificuldade em saber onde descartar corretamente suas embalagens de vidro.

Pensando nisso, a Verallia aproveita o maior evento de degustação de vinhos do Brasil - a 28ª edição da Avaliação Nacional de Vinhos, promovida pela Associação Brasileira de Enologia (ABE) – para disponibilizar uma lista colaborativa de endereços de PEVs de potes e garrafas de vidro.

Como patrocinadora da Avaliação Nacional de Vinhos, a Verallia incluiu no kit degustação uma cartilha com informações sobre o vidro, como as virtudes, seu processo de produção, as diferenças entre os tipos de vidro e a importância da reciclagem na redução dos impactos ambientais.

Mas a cartilha tem um propósito ainda maior: unificar e ampliar a informação sobre PEVs de embalagens de vidro em todo o país, facilitando o acesso do consumidor comum à reciclagem.

Rede de informações sobre coleta de vidro

Para cumprir esse objetivo, a cartilha tem um QR Code com o qual o degustador terá acesso à relação dos pontos de entrega voluntária de vidro disponível no site da Verallia. “Isso não é tudo. Com a iniciativa, queremos compartilhar informações e criar uma grande rede nacional de coleta responsável de vidro, para incentivar o usuário a incluir na lista pontos existentes em sua cidade. Assim, cada vez mais e mais consumidores poderão promover o descarte responsável de suas embalagens de vidro”, enfatiza Catarina Peres, supervisora de marketing da Verallia. A lista colaborativa está disponível no site da Verallia.

Vale lembrar que nem mesmo a Associação Brasileira da Indústria de Vidro (Abividro) tem uma listagem consolidada de pontos de coleta. Ao promover essa ação, a Verallia espera cumprir o seu compromisso social com um mundo melhor e uma economia mais sustentável. A cartilha pode ser acessada aqui e a lista colaborativa de PEVs de vidro está aqui.

Sobre a Verallia

A Verallia é a líder europeia e a terceira maior produtora global de embalagens de vidro para alimentos e bebidas, com soluções inovadoras, personalizadas e ecológicas. O Grupo registrou receita de 2,6 bilhões de euros e produziu 16 bilhões de garrafas e potes em 2019. A Verallia emprega cerca de 10 mil pessoas e tem 32 fábricas de produção de vidro em 11 países. A Verallia está listada no compartimento A do mercado regulamentado da Euronext Paris (Ticker: VRLA - ISIN: FR0013447729) e está incluída nos seguintes índices: SBF 120, CAC Mid 60, CAC Mid & Small e CAC All-Tradable. No Brasil, a Verallia tem três fábricas localizadas nas cidades de Campo Bom (RS), Porto Ferreira (SP) e Jacutinga (MG) e ainda disponibiliza aos seus clientes um Centro de Criações para o desenvolvimento de novos produtos. Para mais informações acesse www.verallia.com.br.

A Verallia e a sustentabilidade

Mundialmente a Verallia é comprometida com o desenvolvimento sustentável em suas três dimensões: ambiental, econômica e social. Referência em embalagens de vidro para alimentos e bebidas, disponibiliza à cadeia de consumo um material que é 100% e infinitamente reciclável e inerte, garantindo a saúde e a segurança alimentar dos consumidores. Em todos os seus processos de produção, a Verallia busca a otimização do consumo de água e energia, o controle das emissões atmosféricas, o estímulo ao desenvolvimento social e a criação de novas opções em embalagens de vidro que necessitem de menos matéria-prima e que, ao mesmo tempo, estimulem e facilitem a cadeia da reciclagem.

Fonte: press à porter

Armazém 77 em festa: 6 anos de cerveja artesanal na Penha!


Quem está plugado na cena cervejeira paulistana sabe que boa parte dos primeiros empreendimentos foram centralizados na região Oeste da cidade. Para alegria dos fãs do fermentado, empresários vem se empenhando em mudar este cenário. Caso de Aline Mota e Markus Honório, sócios-proprietários, do Armazém 77 que desde 2014 é pioneiro em oferecer aos moradores da Penha boas cervejas, em ambiente descomplicado. O bairro acolheu tão bem a proposta que, em 2019, o bar migrou para categoria de brewpub (o primeiro da região) e desde então abastece suas torneiras com chope fresquinho, produzido ali mesmo.

No mês de novembro, o Armazém 77 faz aniversário e brinda seu sexto ano de vida com uma novidade azedinha e refrescante: a Betassaura, Sour Ale elaborada com beterraba e limão, envasada em latas de 473ml, acompanhada por um Pint americano exclusivamente desenvolvida para a ocasião (R$50/por kit).

Recentemente a fábrica-bar retomou parcialmente, suas operações, mantendo os protocolos de segurança e prevenção do Covid-19. É possível aproveitar a parte externa do bar e desfrutar das sete torneiras de chope, dos quais cinco são feitos ali mesmo e dois de cervejarias convidadas.

Entre os estilos que circulam pela linha de chope da casa, a clientela pode optar por pedidas como a levíssima e refrescante Colina Summer Ale, receita criada em homenagem ao bairro, com 4,6% de teor alcoólico e uma pegada cítrica com sutil herbal (R$14/300ml), Desatino West Coast IPA (R$16/300ml), dona de amargor potente, sabor e aroma cítricos, com pegada resinosa e 7 % de ABV.

 A carta conta também com a Weiss 77 (R$13/300ml) chope de trigo com 4,5% de teor alcoólico, ótima pedida para abrir os trabalhos assim como a Tropicalis Blonde (R$12/300ml), a Belgian Blond Ale do Armazém que entrega equilíbrio delicioso entre dulçor do malte e amargor proveniente dos lúpulos, com 5,6% de ABV. Na dupla de torneiras que recebe receitas de outras cervejarias, o consumidor vai encontrar pedidas rotativas que privilegiam marcas nacionais como Everbrew, Croma e La Caminera.

Da cozinha saem preparos caprichados, que casam muito bem com cerveja e agradam a todos os gostos. Entre os petiscos brilham receitas como os clássicos Dadinhos de Tapioca (R$26), Calabresa Acebolada acompanhada por pão de alho (R$28), além de Coxinhas Veganas de Jaca e Alcachofra (R$12/unidade). Para quando a fome apertar, o cardápio elenca preparos parrudos como o Burguer X.O.T (R$28), montado no pão brioche, com disco de blend de carnes, queijo cheddar, cebola caramelizada e bacon, Smash Burguer (R$18) servido no pão brioche com queijo cheddar ou mussarela, além da opção sem carne, o saboroso Burguer Vegetariano (R$26), preparado no pão vegan de cenoura, burguer de faláfel, queijo mussarela e vinagrete. Aos fãs de embutidos, o Armazém 77 serve um Choripan (R$18) de respeito e o apimentado Chilli Dog (R$20).


Armazém 77- Cervejas Especiais

Endereço: Rua Betari, 525- Penha, São Paulo

Horário de funcionamento: de quinta à sábado: das 16h às 22h/ domingos abrem esporadicamente: das 14h às 22h

Telefone: (11) 2296-6120

Insta: image.png @armazem.77


Fonte: Segunda Rodada

terça-feira, 10 de novembro de 2020

Finalização de cervejas, gestão comercial para marcas e opções sem álcool são temas de webinar gratuito da ESCM

O Compartilhar conhecimento cervejeiro especializado é uma das premissas da Escola Superior de Cerveja e Malte (ESCM). Com atuação em cinco países e mais de 10 mil alunos formados, a única instituição de ensino superior dedicada a bebidas promoveu diversas ações de disseminação de informações técnicas nos últimos anos. E uma nova agenda está confirmada: no dia 10 de novembro, a partir das 19h, acontece mais uma edição do Webinar Cervejeiro.

Nesses encontros, professores da ESCM apresentam conteúdos nos quais são especialistas. Para esta edição, foram selecionados três temas: finalização de cervejas, gestão comercial para cervejarias e opções sem álcool. Para participar, basta fazer a inscrição gratuita neste link.

O professor José Antunes é quem vai falar sobre finalização de cervejas. Ele é mestre em processos químicos e trabalha no Sistema Firjan como especialista no segmento de bebidas. Já coordenou projetos em empresas nacionais e multinacionais, incluindo o conteúdo do curso Food Safety, ministrado na Coca-Cola Company.

O conteúdo sobre gestão comercial de cervejarias será ministrado por Eli Bernardino Jr. Ele é gestor de cervejas na Cia. Hemmer e fundou a Academia da Cerveja, primeiro bar dedicado exclusivamente aos rótulos independentes no estado.

Para finalizar a programação, Fábio Bax vai falar sobre cervejas sem álcool. Ele é Mestre em Tecnologia de Cerveja e Malte pela Universidad Politécnica de Madrid (Spain) e atuou como gerente de produtos na Brasil Kirin e cervejeiro na AB-InBev Ambev.

Sobre a ESCM

Com mais de 10 mil alunos formados em seis anos de atuação, a Escola Superior de Cerveja e Malte é a primeira e única instituição de ensino superior especializada na cerveja, da América Latina. É parceira da alemã Doemens Academy, uma das mais respeitadas entidades do mundo.

São cerca de 90 cursos diferentes, em mais de 300 turmas já formadas. Na sede, em Blumenau (SC), além das salas de aula estão disponíveis 12 laboratórios voltados para o ensino de cerveja. Parcerias com cervejarias da região garantem visitas técnicas e relacionamento com o mercado durante os cursos.

Todas as informações sobre a instituição estão em www.cervejaemalte.com.br.

Fonte: Melz Assessoria

Maior revendedor de chope artesanal do Brasil, Mr. Hoppy retoma expansão de franquias confiante na recuperação da economia


O setor de bares e restaurantes foi um dos mais afetados pela pandemia da COVID-19 no Brasil. O isolamento social e a proibição de aglomerações fez com que diversas casas fechassem as portas – algumas temporariamente, outras permanentemente. Segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, mais de 300 mil estabelecimentos pelo país podem ser perdidos em decorrência da quarentena. A regra geral para todos durante esse período, portanto, é a sobrevivência. Mas existem exemplos de redes que, além de se manterem em funcionamento, também estão conseguindo crescer. É o caso do Mr. Hoppy, a maior rede de franquias de bares do Brasil.

A marca - que hoje é a maior revendedora de chope artesanal do país, comercializando um volume mensal antes da pandemia de 140 mil litros/mês - tinha uma grande expectativa para 2020, já que estava em um crescimento vertiginoso nos últimos anos. De 2018 a 2019, por exemplo, registrou um aumento de quase 200% no faturamento: saltou de R$ 17 milhões para R$ 50 milhões. O número de unidades franqueadas pelo Brasil mais do que dobrou: de 18 para 39 bares abertos em oito estados brasileiros. O projeto para 2020 era chegar a 60 unidades abertas. O início do ano já mostrava bons indícios de que a meta seria alcançada: logos nos dois primeiros meses de 2020, cinco novos franqueados já haviam assinado contrato. No entanto, em março a pandemia chegou ao país.

“Decidimos parar de vender franquias e adiar as inaugurações que iriam acontecer nos próximos meses. Focamos todos os esforços em dar todo o apoio necessário aos nossos franqueados”, conta José Araújo Netto, que fundou a marca em 2015 junto com o seu sócio Vinicius Sampaio. A rede, então, começou a adotar uma série de iniciativas para proteger os bares da marca pelo Brasil. “Nossa primeira atitude foi deixar de cobrar as taxas de royalties. Flexibilizamos o delivery e passamos a trabalhar com todas as plataformas de entrega. Negociamos, enquanto franqueadora, com todos os fornecedores, garantindo condições especiais para os franqueados. Por fim, prestamos toda orientação, inclusive jurídica, para facilitar as negociações dos aluguéis dos bares”, ressalta Vinicius Sampaio.

O trabalho surtiu efeito. Todos os bares conseguiram, ao menos, cobrir os custos da operação e houve até casos de lucro através das estratégias desenvolvidas pela franqueadora para o delivery. Os fornecedores aceitaram receber apenas pelo estoque consumido, quase em uma espécie de consignação. Por fim, praticamente todos os franqueados conseguiram renegociar seus alugueis, com reduções que variaram de 30% até 70% do valor original – e os que não conseguiram estão recebendo apoio jurídico para tomar as medidas cabíveis.

Agora, a marca começa a olhar para o horizonte. “Eu sinto que aos poucos estamos retomando a normalidade. O faturamento das lojas está começando a aumentar. Por isso, decidimos retomar a venda das franquias e também as inaugurações. No início de setembro, abrimos a nossa nova unidade em Recife e o bar está operando bem desde então”, conta José.

O empresário destaca ainda que acredita fielmente na recuperação do Mr. Hoppy, por ser uma marca que foi forjada na crise. “A ideia surgiu em 2015, o projeto se tornou realidade e em 2017 iniciamos a expansão via franquias. Ou seja, é uma empresa que nasceu e cresceu durante uma das piores crises econômicas que o Brasil já passou. O nosso produto é um produto de crise. As pessoas vão querer continuar tomando chope artesanal e comendo hambúrguer, mas com a diminuição da renda, vão procurar opções mais baratas, o que é o nosso caso”, afirma Netto.

EXPECTATIVA

Para os próximos meses, a marca espera retomar o ritmo de expansão e de inaugurações pré-pandemia. “Claro que será diferente da festa que fazíamos antes, com mil chopes grátis e música ao vivo. Mas, aos poucos, vamos voltando à nossa rotina. Já temos, inclusive, três inaugurações previstas para as próximas semanas”, explica Vinicius. A expectativa é fechar 2020 com 45 unidades e chegar, em 2021, à meta deste ano: 60 bares abertos. “A pandemia nos trouxe ainda mais certeza que o nosso modelo de negócio é sólido e com um baixo risco, já que o estoque é pequeno e são poucos funcionários. Entendemos que, assim como o produto, o nosso modelo de franquia é voltado para crises e por isso estamos retomando nossa expansão”, destaca Netto.

INVESTIMENTO

O investimento inicial para abrir um bar do Mr. Hoppy parte de R$ 165 mil, em média – R$ 90 mil de taxa de franquia, R$ 55 mil de reformas e equipamentos e R$ 20 de estoque e capital de giro. O faturamento médio por mês é de R$ 100 mil e o lucro médio mensal é de 15% sobre o faturamento.  O prazo de retorno do investimento costuma girar entre 10 a 12 meses – estimativa comprovada em mais de 90% das franquias da rede.

SOBRE O MR. HOPPY

O Mr. Hoppy nasceu em 2015 com a missão de democratizar o chope artesanal. A marca percorria eventos pelo Brasil em uma Kombi, oferecendo diversas opções de estilos variados de chope. Com a aderência ao modelo, os empresários José Araújo Netto e Vinicius Sampaio decidiram testar a marca em uma unidade física, agregando hambúrgueres artesanais de R$ 10 e inaugurando seu primeiro bar em Curitiba, no ano de 2016. A marca rapidamente se tornou popular na cidade e os sócios decidiram abrir, com capital próprio, novas unidades. A aceitação foi tamanha que, em 2017, o Mr. Hoppy se tornou uma rede de franquias que hoje tem 39 unidades em oito estados brasileiros. Em 2019, o faturamento da rede foi de R$ 50 milhões.    

Dia do trigo: descubra como o segundo tipo de alimento mais consumido do mundo conquistou o mercado cervejeiro



Cultivado há mais de oito mil anos, o trigo é um grão utilizado para fazer farinha e é consumido no mundo todo. Por ser extremamente importante na alimentação humana, ele até ganhou um dia em sua homenagem: dia 10 de novembro. Seja nas massas, biscoitos ou bolos, ele faz parte da vida dos brasileiros, além de ser o segundo tipo de alimento mais consumido do mundo.

Esse ano, a produção de trigo no Brasil deve chegar em 6,3 milhões de toneladas, de acordo com a consultoria Safras & Mercado. No ano passado, foram colhidas 5,15 milhões de toneladas. O grão, além de ser utilizado em diversos alimentos do dia a dia, também pode ser encontrado em uma bebida que é a paixão nacional de muitos consumidores. Sim, estamos falando da cerveja, ou melhor dizendo, das Weissbiers, que são as cervejas normalmente elaboradas com malte de trigo e malte de cevada.

A história da cerveja de trigo começou na Alemanha, com uma família nobre da região da Baviera, no século XV. "Os Degenberg foram os responsáveis pela popularização da Weissbier na região, porém, como eles estavam faturando muito com esse estilo, os duques locais se sentiram incomodados e acabaram conquistando os direitos de produção da cerveja de trigo", explica Alexandre Vaz, mestre cervejeiro da Ashby.

Weiss em alemão significa branco e bier significa cerveja, sendo que na maioria das vezes as cervejas de trigo não são filtradas e as leveduras permanecem na garrafa após seu trabalho excepcional. "Geralmente as cervejas de trigo possui teor alcoólico entre 5% e 7%, e, para ser considerada uma cerveja especial de trigo no Brasil, ela precisa ter no mínimo 50% de malte de trigo e o restante de malte de cevada, e até mesmo as Witbiers e Belgian ales também levam trigo em sua composição, além de outros cereais como a aveia e o centeio, ressalta Vaz.

No Brasil, as cervejas de trigos se tornaram populares em meados dos anos 90, com a popularização das cervejas especiais. A Ashby, conhecida como a primeira micro cervejaria do país, e que foi fundada em 1993, foi uma das marcas que colaborou para que o estilo se tornasse cada vez mais conhecido entre os brasileiros. "A Weiss é ideal para quem gosta de sabores mais adocicados, pois é uma cerveja de trigo forte ou , com amargor bem suave, além de notas de cravo e banana", diz o mestre cervejeiro.

Para quem quer vivenciar uma verdadeira experiência gastronômica, uma cerveja Weiss harmoniza muito bem com Casquinha de Siri, Comida Alemã e Peixe Frito. “A cerveja de trigo também deve ser servida em um copo Weizen, que, por ser grande (pelo menos 500 ml), é um copo feito justamente para apreciar uma Weiss e para que você sirva a garrafa inteira e aproveite essa experiência de forma completa”, finaliza Vaz. 

Sobre a Ashby

Foi no ano de 1993 que Scott Ashby, americano que chegou ao Brasil em 1992, decidiu montar, na cidade Amparo, SP, a primeira Micro Cervejaria do Brasil, a fim de trazer ao país o conceito de cervejas especiais dos EUA. Scott, Doutor em Física, apaixonado por cervejas, ingressou no curso de Mestre Cervejeiro na Universidade da Califórnia no ano de 1990 e, logo em seguida, começou a trabalhar na cervejaria americana Wasatch, onde permaneceu por dois anos. Antes disso, Scott já era homebrewer e produzia cervejas para seus amigos, que rapidamente consumiam toda a produção caseira.

E a diferenciação da empresa já começou quando pensou em montar uma fábrica na cidade de Amparo, SP, circuito das Águas Paulistas. Como essas bebidas são compostas por 90% de água, a qualidade desta na fabricação é extremamente relevante. Por isso, a Ashby, escolheu estrategicamente o melhor lugar para suas instalações. As águas de Amparo, além de conservar a pureza que brota da terra, têm um equilíbrio excelente entre sais e minerais tornando-a perfeita para a fabricação de chopes e cervejas de qualidade ímpar.

Foi graças à Ashby que o cenário do mercado nacional começou a experimentar um novo conceito de cervejas diferenciadas, o que antes era privilégio para poucos.

Fonte: Notícia Expressa

Beer sommelier explica qual é a importância da espuma na cerveja e se a cor da garrafa influencia na qualidade da bebida


Quando se fala em cerveja, diversas dúvidas costumam surgir, que vão desde os significados de algumas siglas que são estampadas nos rótulos ou, até mesmo, qual a função da espuma. O Brasil segue sendo um dos países que mais consome cerveja no mundo todo. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Cerveja, o país tem um consumo anual de 14,1 bilhões de litros, e faturamento de R$107 bilhões.

Para quem quer saber mais sobre algumas curiosidades da bebida, o beer sommelier da cervejaria Berggren, Robson Vergillio, explica o significado de alguns termos e fala sobre algumas dúvidas recorrentes, confira:

- Afinal, o que é o dry hopping?

O dry hopping é o processo em que há a adição de lúpulo à cerveja durante a etapa de fermentação, com o objetivo de potencializar os aromas.

Os lúpulos são compostos basicamente por dois elementos: as resinas e os óleos essenciais. Ao ferver o lúpulo, aparecem as resinas, que garantem o amargor e o aroma, mas se adicionados muito cedo à fervura, os óleos essenciais evaporam facilmente e perdem características aromáticas. A técnica de adicionar o lúpulo na fermentação garante aromas característicos e fiéis ao insumo escolhido para a receita.

Qual a importância da cor da garrafa de cerveja?⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

As garrafas podem variar da cor âmbar e marrom para preservar o aroma, cor e sabor da cerveja, servindo, assim, como um 'filtro solar'.

Quando aquecido, o lúpulo presente na receita gera iso-alfa-ácidos, que são um dos responsáveis pelo amargor, mas quando presente em excesso, pode deixar a bebida com odor e cor desagradáveis. 

Qual é o papel do malte?

O malte é qualquer cereal(grão) que passa pelo processo de malteação. Na maioria de nossas receitas, usamos o malte de cevada. Malteação é a germinação forçada do grão, onde são umedecidos, germinam e são secos, interrompendo assim a germinação. É o segundo maior ingrediente na receita de uma cerveja sendo responsável pela cor, aroma e sabor.

A importância de uma boa espuma

Através dela é possível avaliar o aroma, a qualidade, a temperatura e a conservação da bebida. Ela também serve como proteção do líquido evitando a oxidação. A espuma perfeita tem que ser compacta e com bolhas pequenas. Mas não se esqueça: cada estilo tem sua espuma característica, umas mais persistente outras menos. As cervejas mais flats, as sours por exemplo, é do estilo de não reter espuma.

Sobre a Berggren

A Berggren é uma cervejaria que foi oficialmente inaugurada em novembro de 2015. Quem está à frente dos trabalhos é o Diretor Geral Lucas Berggren. A empresa teve seu projeto iniciado entre 2008/2009, quando a família Berggren começou a estudar o funcionamento dos equipamentos para a montagem da fábrica e entre 2013/2014 a família, que tem atuação na indústria têxtil, ganhou um fôlego financeiro e deu retomada definitiva ao projeto.

Produzindo cervejas de estilo clássico, e outras inspiradas na Escola Americana, a Berggren Bier conta com uma fábrica piloto (com laboratório e estrutura de envase) para testar as cervejas – algo presente em poucas cervejarias do país.

Fonte: Notícia Expressa

sexta-feira, 6 de novembro de 2020

Amber Lager Fuel é lançamento da Läut


Uma das grandes apostas da Läut é a cerveja Fuel. Ela está sendo lançada em uma grande campanha de marketing. A Fuel é uma Amber Lager de coloração acobreada, pouco alcoólica, baixo amargor e com um toque caramelado e tostado. Uma cerveja seca e extremamente fácil de beber. O ABV: 4,7% e o IBU: 11.

Segundo Rafael Reis, mestre cervejeiro da Läut, esse lançamento será um êxito para a marca. “Nossa expectativa é que a Fuel seja uma amber lager puro malte com um leve toque maltado, que remete a caramelo, e um amargor suave que equilibra bem esse dulçor de malte. Uma cerveja tão fácil de beber quanto uma pilsen, mas com uma complexidade a mais de aroma e sabor. Esperamos que ela seja a 1ª opção de quem quer algo um pouco além da pilsen: mais aroma, mais sabor, mas sem perder a leveza e a facilidade de bebê-la”, comenta.

Segundo Rafael Reis, o processo de elaboração da Fuel se deu de forma conjunta com a equipe comercial, que passou a demanda de fazermos uma cerveja especial com essas características. “Foram alguns meses de estudo e trabalho até definirmos exatamente o estilo e o perfil de cerveja que deveríamos produzir. Elaborei a receita e acompanhei  todas as etapas da primeira produção, do início ao fim. Estou bastante feliz com o resultado, pois acho que atingimos o objetivo de fazer uma amber lager extremamente saborosa e fácil de beber e com um preço bastante acessível para os consumidores de cerveja artesanal”, explica.

Segundo Henrique Neves, o desenvolvimento desse rótulo visa preencher um espaço entre a pilsen e a Pale Ale, que tem uma carga de malte mais intensa e as IPAs que são mais aromáticas. “O consumidor demanda esse estilo mais leve, um degrau acima da pilsen e um degrau abaixo da Pale Ale. a Amber é essa opção e a expectativa é a melhor possível. A receita está bem equilibrada com excelente drinkability. Acreditamos que o mercado vai receber muito bem esse lançamento”, projeta Henrique Neves.

Esse lançamento vem em um ano que a empresa comemora sua ampliação no mercado de auto-serviço com a chegada nas redes de supermercados Super Nosso, Verdemar, Roma Plus e Decisão Atacadista, com sucesso nas vendas nesses estabelecimentos. Outro grande ponto de venda é o Ao Gosto Carnes Nobres com uma parceria íntima que gera frutos desde 2018. A Läut Beer surgiu em 2016 em Nova Lima, pólo referência no mercado de artesanais no Brasil e já possui duas linhas consolidadas.

Outras novidades:

A cervejaria também reformulou os rótulos Pilsen, Dark Lager, Pale Ale e Weiss, e lançou sua nova loja virtual: atitudecervejeira.com.br/ .

A linha completa está nesse link: lautbeer.com.br/home/linha/ .

Fonte: Primeiro Plano Comunicação

quinta-feira, 5 de novembro de 2020

Verallia lança propósito para acelerar transição para embalagens sustentáveis


A Verallia, líder mundial em embalagens de vidro para alimentos e bebidas, anuncia hoje seu objetivo “Reimaginar o vidro para um futuro sustentável”. Desenvolvido em estreita colaboração com todos os seus stakeholders internos e externos ao longo dos últimos dez meses, este objetivo engloba a ambição da Verallia para a empresa e está totalmente integrado na estratégia de longo prazo do Grupo.

Comentando sobre o lançamento do propósito, Michel Giannuzzi, Presidente e CEO da Verallia disse: “Em dezembro de 2019, as equipes da Verallia lançaram uma reflexão sobre o propósito da empresa com todos os nossos stakeholders. Gostaria de agradecer aos nossos colaboradores, clientes, fornecedores, acionistas e representantes da comunidade local pelo comprometimento e contribuição. No final deste trabalho coletivo, tão rico quanto exigente, tenho o orgulho de compartilhar hoje: “Reimaginar o vidro para um futuro sustentável”. Este propósito é autêntico e ambicioso: autêntico porque está em linha com o nosso negócio, a nossa história e os nossos valores; ambicioso, porque coloca a economia circular e a transição para um sistema neutro em carbono no centro da nossa estratégia e das nossas ações”.

Fortalecimento do compromisso da Verallia com a sociedade

O propósito da Verallia é guiado pela convicção de que o vidro pode ser o material de embalagem mais sustentável. A forma como as pessoas consomem e os resíduos que geram todos os dias representam um desafio sem precedentes para a nossa sociedade, e a embalagem é um dos principais componentes. Além disso, a emergência climática requer a mobilização de todas as partes interessadas (stakeholders) para melhor proteger os recursos naturais e acelerar a transição para a neutralidade de carbono. É em um ambiente de trabalho seguro e inclusivo que a Verallia se propõe a enfrentar esses desafios.

Mobilizando as partes interessadas em torno de ambições compartilhadas

A Verallia deseja colaborar com todas as partes interessadas em torno de três áreas de trabalho principais:

Acelerar a inovação em nossa cadeia de valor: a Verallia está comprometida em integrar soluções cada vez mais inovadoras para reduzir as emissões de carbono, desde o design até o transporte do produto, ajudando assim os clientes do Grupo a reduzirem seus próprios impactos ambientais.

Fazer do reaproveitamento uma solução ganha-ganha para o planeta e para as embalagens de vidro: a Verallia quer promover e sustentar o reaproveitamento de embalagens de vidro em loops locais para atender às expectativas cada vez mais altas de seus clientes e consumidores nessa área.

Mobilizar para obter mais vidro reciclado: a Verallia deseja trabalhar com seus parceiros para fortalecer os sistemas de reciclagem em todos os seus mercados.

Comentando sobre “Reimaginar o vidro”, Michel Giannuzzi, presidente e CEO da Verallia disse: “Em um mundo em transição para uma sociedade neutra em carbono, queremos desempenhar um papel de liderança na transformação do setor de embalagens. Indo mais longe e mais rápido, vamos reforçar a dimensão circular e virtuosa das embalagens de vidro. Seremos capazes de reimaginar o vidro, acelerando nossos esforços de colaboração com nossos parceiros nestas três áreas principais de trabalho e definindo juntos um cronograma de ações com base em objetivos comuns”.

Confira na íntegra o propósito da Verallia: 

Na Verallia, nosso propósito é reimaginar o vidro para um futuro sustentável. A forma como as pessoas consomem e os resíduos que geram todos os dias representam um desafio sem precedentes para o mundo, e a embalagem é onde isso é mais latente. Como uma das principais fabricantes de embalagens de vidro do mundo, a Verallia tem um papel importante a desempenhar na aceleração da transição para embalagens sustentáveis. 

Queremos redefinir como o vidro é produzido, reutilizado e reciclado, para torná-lo o material de embalagem mais sustentável do mundo. Reciclagem e reutilização já fazem parte de nosso modelo de negócios, mas, para tornar o vidro totalmente sustentável, precisamos fazer mais e agir além de nossos negócios para fortalecer os sistemas de reciclagem e incentivar a reutilização. É assim que vamos ajudar a tornar a economia circular uma realidade. 

O mundo está em uma jornada rumo a um sistema neutro em carbono, então precisamos encontrar maneiras de contribuir. É por isso que estamos inovando para melhorar significativamente nosso desempenho nas emissões de CO2 em toda o nosso negócio - desde o consumo de energia em nossos fornos, até o uso de matérias-primas e caco, além do design e transporte de nossos produtos. 

Na Verallia, somos especialistas em design, produção e reciclagem de vidro. Oferecemos soluções de embalagem saudáveis, atraentes e sustentáveis para mais de 10 mil empresas em todo o mundo - desde produtores familiares locais até multinacionais. Em todo o mundo, fabricamos e reciclamos localmente, muito próximos de nossos clientes, o que significa que estamos bem posicionados para resolver seus desafios, todos os dias. 

Um serviço excelente significa trabalhar cada vez mais próximos de nossos clientes, para criar soluções que os ajudem a reduzir o impacto ambiental e atender às expectativas em evolução dos consumidores. A abertura sobre o progresso que estamos fazendo e os desafios que enfrentamos deve ser a base sobre a qual construímos. E para que nosso pessoal continue a vencer novos desafios, a Verallia precisa ser um lugar seguro e inclusivo para trabalhar. 

A mudança necessária é sistêmica e só temos parte das respostas. O progresso será feito definindo metas claras e trabalhando em uma causa comum com nossos clientes, fornecedores, pares e outros parceiros em toda a cadeia de valor para desenvolver novas soluções saudáveis e sustentáveis para todos. É assim que pretendemos elevar o padrão da indústria de embalagens e iniciar esta viagem emocionante para reimaginar o vidro.

Sobre a Verallia

A Verallia é a líder europeia e a terceira maior produtora global de embalagens de vidro para alimentos e bebidas, com soluções inovadoras, personalizadas e ecológicas. O Grupo registrou receita de 2,6 bilhões de euros e produziu 16 bilhões de garrafas e potes em 2019. A Verallia emprega cerca de 10 mil pessoas e tem 32 fábricas de produção de vidro em 11 países. A Verallia está listada no compartimento A do mercado regulamentado da Euronext Paris (Ticker: VRLA - ISIN: FR0013447729) e está incluída nos seguintes índices: SBF 120, CAC Mid 60, CAC Mid & Small e CAC All-Tradable. No Brasil, a Verallia tem três fábricas localizadas nas cidades de Campo Bom (RS), Porto Ferreira (SP) e Jacutinga (MG) e ainda disponibiliza aos seus clientes um Centro de Criações para o desenvolvimento de novos produtos. Para mais informações acesse www.verallia.com.br.

A Verallia e a sustentabilidade

Mundialmente a Verallia é comprometida com o desenvolvimento sustentável em suas três dimensões: ambiental, econômica e social. Referência em embalagens de vidro para alimentos e bebidas, disponibiliza à cadeia de consumo um material que é 100% e infinitamente reciclável e inerte, garantindo a saúde e a segurança alimentar dos consumidores. Em todos os seus processos de produção, a Verallia busca a otimização do consumo de água e energia, o controle das emissões atmosféricas, o estímulo ao desenvolvimento social e a criação de novas opções em embalagens de vidro que necessitem de menos matéria-prima e que, ao mesmo tempo, estimulem e facilitem a cadeia da reciclagem.

Fonte: press à porter

quarta-feira, 4 de novembro de 2020

A rede Mestre-Cervejeiro.com abre 3 novas lojas no país


Olhando sempre para frente, a rede Mestre-Cervejeiro.com chega agora em três  estados diferentes, que recebem lojas com uma grande variedade de rótulos e  souvenirs. Mesmo em tempos difíceis, a marca acredita no mercado e continua sua expansão, entregando aos clientes uma grande experiência dentro da cultura cervejeira.

No último mês foram abertas as lojas de Botucatu (SP), Varginha (MG) e Balneário Camboriú (SC).

Todas as lojas da rede estão abertas, atendendo os clientes com toda a segurança e disponibilizando o take away e delivery.


MESTRE-CERVEJEIRO.COM

BOTUCATU
Av. Marginal Duzentos, nº 1050 - Vila Real
(quiosque no Shopping Botucatu)

Torneiras de chope: 4
Rótulos: + de 80


Telefone/delivery: (14) 99632-8809
Email: botucatu@mestre-cervejeiro.com
Instagram: mc_botucatu


MESTRE-CERVEJEIRO.COM
BALNEÁRIO CAMBORIÚ

Terceira Avenida, 2240 – Centro

Torneiras de chope: 6
Rótulos: + de 130


Telefone/delivery: (11) 95558-7262
Email: balneario@mestre-cervejeiro.com
Instagram: mc_balneariocamboriu


MESTRE-CERVEJEIRO.COM
VARGINHA

Rua Humberto Pizzo, 999 - Loja L05A - Jardim Kanaa

Torneiras de chope: 5
Rótulos: + de 100

Telefone/delivery: (35) 99899-1088
Email: varginha@mestre-cervejeiro.com
Instagram: mc_varginha


SOBRE A LOJA MESTRE-CERVEJEIRO.COM

Mestre-Cervejeiro.com é uma rede de franquias com mais de 60 unidades em todas as regiões do país e especializada na cultura cervejeira. A marca surgiu em 2004 como site de conteúdo e consultoria especializada em cervejas, em 2009 abriu a loja própria em Curitiba/PR (capital da cerveja artesanal) e, com base no sucesso do negócio, o modelo de franquia foi formatado em 2012, quando a primeira franquia foi inaugurada.


A marca conta também com produtos próprios, tanto cervejas quanto acessórios.


MESTRE-CERVEJEIRO.COM
Instagram: mestrecervejeiro
Facebook: facebook.com/mestrecervejeiro
Twitter: m_cervejeiro
Youtube: mestremervejeirocom
Site Oficial: mestre-cervejeiro.com


Fonte: Beer Press